Segurança

Motoboys fazem protesto na CIC, pedindo justiça por colega atingido por carro na contramão

Motoboys se reuniram primeiro no local do acidente. Depois, foram ao Hospital do Trabalhador, onde Paulo Ricardo está internado, e fizeram uma oração

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações do repórter Marcelo Borges, RIC Record TV
Motoboys fazem protesto na CIC, pedindo justiça por colega atingido por carro na contramão
Foto: Reprodução/Câmera de segurança

20 de fevereiro de 2021 - 10:09 - Atualizado em 20 de fevereiro de 2021 - 10:17

Resumo da matéria

Um grupo de motoboys fez um protesto no bairro CIC, em Curitiba, na noite desta sexta-feira (19). Eles pediam paz no trânsito e justiça pelo colega, o Paulo Ricardo, 24 anos, que foi atropelado por um carro que andava na contramão da Rua João Bettega, no bairro, na madrugada da última quarta-feira (17). A esposa de Paulo, Tais Caroline Boreto, participou do ato. Ao final, ela demonstrou gratidão pela atitude dos colegas.

Depois do protesto no local do acidente, os motoboys foram ao Hospital do Trabalhador. Eles desceram das motos, fecharam a rua em frente ao hospital e fizeram a oração do Pai Nosso ao colega, pedidno a pronta recuperação dele. Paulo é mecânico e à noite trabalhava como motoboy para complementar a renda da família, já que durante a pandemia, a esposa precisou parar de trabalhar para cuidar do filho do casal, pois não havia creche aberta para deixar a criança.

O motoboy Sérgio Faria, que participou do ato, conta que a vida do motoboy é sempre uma incerteza, de saber se naquele dia vai ou não voltar para casa. Ele já enterrou um primo, que perdeu a vida por causa de um motorista bêbado, e por isso pede que os motoristas sejam mais conscientes.

Já o Geovane de Souza falou da importância do trabalho do motoboy. Ele diz que o trabalho do profisisonal da moto é muito criticado, porém pede mais respeito com um trabalho que é importante para a sociedade, ainda mais na pandemia, quando os serviços de entrega estão sendo muito solicitados.

Leia também: Amigo que foi buscar motorista presta depoimento na delegacia: “Eu também não entendo porque ele (o Felipe) saiu do local”

Estado grave

Paulo Ricardo continua internado em estado grave no Hospital do Trabalhador, porém se recuperando lentamente. No dia do acidente, ele voltava pra casa depois do trabalho, quando foi atingido pelo carro que andava na contramão. Nas imagens, obtidas com exclusividade pela equipe do Balanço Geral, da RIC Record TV (clique aqui e assista), dá par ver que o motoboy ainda tenta, de alguma forma, desviar do carro. Mas por fim, acaba sendo atingido em cheio pelo automóvel e arremessado por uns 50 metros.

Dois homens e duas mulheres descem do carro, vão até o motoboy e olham ele ferido no chão. Um deles joga a lata de cerveja no meio fio, enquanto o motorista, Felipe Camargo Ferreira, foge a pé, abandonando o carro e os amigos para trás.

Leia também: Felipe, motorista que atropelou o motoboy, se apresenta na delegacia

Um dos homens que estava no carro ligou para um amigo, com quem estava momentos antes, pedindo para que fosse buscá-lo. Ele contou que estava com o grupo pouco antes, em um estabelecimento de espetinhos na Cidade Industrial de Curitiba, e que os amigos não estavam ingerindo bebida alcoólica na ocasião. Eles teriam saído de carro para buscar narguilé na casa de uma das mulheres.

Já o Felipe ligou para a esposa ir buscá-lo. Todos já prestaram depoimentos na Delegacia de Delitos de Trânsito. Felipe foi autuado por  lesão corporal na condução de veículo automotor e por omissão de socorro.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.