Segurança

Mulher que perdeu duas filhas em incêndio em Rio Branco do Sul morre no hospital

Rosenilda teve 70% do corpo queimado na tentativa de salvar as filhas do incêndio

Guilherme
Guilherme Becker / Editor
Mulher que perdeu duas filhas em incêndio em Rio Branco do Sul morre no hospital
(FOTO: REPRODUÇÃO/ RIC RECORD TV)

15 de setembro de 2020 - 09:03 - Atualizado em 15 de setembro de 2020 - 09:07

A jovem Rosenilda Rodrigues Faria, de 28 anos, que teve 70% do corpo queimado e estava internada desde o dia 8 de setembro, após um incêndio em sua residência em Rio Branco do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba, morreu nesta terça-feira (15). Duas filhas da mulher já haviam morrido carbonizadas no dia da ocorrência.

O suspeito do crime é o ex-companheiro e pai de uma das crianças que morreu, Lucas Ramos Machado. Em depoimento, o homem negou o crime, porém, assumiu que agrediu Rosenilda no dia do incêndio. O jovem permanece preso.

Rosenilda deixa outros três filhos.

Incêndio em Rio Branco do Sul

O incêndio aconteceu na Vila São Pedro, em Rio Branco do Sul, no final da madrugada do dia 8 de setembro. Segundo testemunhas, na noite anterior a mãe das crianças e o companheiro tiveram uma discussão, e a mulher teria realizado uma denúncia por violência doméstica.

Já durante a madrugada o homem teria voltado ao local e ateado fogo na residência com a mulher e duas crianças dentro. A mulher conseguiu sair, mas as crianças, uma de 2 anos e outra de 6 ficaram no imóvel. Desesperada, a mãe voltou para o local e tentou tirar as filhas, mas não conseguiu.

mulher incendio rio branco do sul
(FOTO: REPRODUÇÃO/ REDE NEWS 24H)

A mulher, de 28 anos, teve ferimentos graves devido às queimaduras e foi encaminhada ao hospital. Porém, no dia 15 de setembro faleceu. O suspeito foi localizado após fugir e levado para a delegacia. Em depoimento, Lucas Ramos Machado negou o crime, mas confessou que agrediu Rosenilda.