Segurança

Moradores protestam contra ação da PM que matou homem no Santa Quitéria

Polícia diz que vítima usava tornozeleira eletrónica; habitantes querem saber quem morreu

Andrea
Andrea Torrente / Editor com informações de Marcelo Borges, da RIC Record TV Curitiba
Moradores protestam contra ação da PM que matou homem no Santa Quitéria
Moradores protestam contra ação da PM (Foto: RIC Record TV)

15 de setembro de 2021 - 08:45 - Atualizado em 15 de setembro de 2021 - 08:45

Moradores da invasão Portelinha, no bairro Santa Quitéria, em Curitiba, protestaram na noite desta terça-feira (14) após um homem ser morto em confronto com a Polícia Militar. “Não à repressão” foi o grito da população que quer saber quem morreu, já que a PM não divulgou a identidade da vítima.

“A gente só viu esse monte de polícia e os tiros. Eu estava na igreja e quando estava chegando em casa escutei os tiros. Depois disso ninguém dá informação. A gente pergunta para os policiais e ninguém dá informação”,

reclamou a líder comunitária Margarete Veloso em entrevista ao Paraná no Ar.

Segundo a PM, a vítima tinha 22 anos e era monitorado por tornozeleira eletrónica. Os policiais foram até a invasão para checar uma denúncia de tráfico de drogas e o jovem teria reagido à abordagem. Ainda de acordo com a PM, entorpecentes foram encontrados ao lado do suspeito. Nenhum policial ficou ferido na operação.