Segurança

Menor de idade confessa que baleou comerciante na cabeça durante assalto em Maringá

Caroline
Caroline Berticelli / Editora com reportagem de Evandro Mandadori e Sandro Ivanowski da RIC Record TV, Maringá
Menor de idade confessa que baleou comerciante na cabeça durante assalto em Maringá
Uma câmera flagrou o assalto em Iguatemi. (Foto: Reprodução/RIC Record TV)

30 de junho de 2020 - 14:10 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 11:47

Resumo da matéria

Dois jovens se apresentaram na delegacia de Paiçandu, no noroeste do Paraná, nesta terça-feira (30) e confessaram a participação no assalto que vitimou o comerciante Edson Bernardes, de 50 anos, no distrito de Iguatemi, em Maringá, no último sábado (27). 

Um rapaz de 17 anos admitiu ser o autor do disparo que atingiu a cabeça da vítima. Já o outro suspeito, um jovem de 19 anos, declarou ter pedido para que o comparsa não atirasse

“O menor confessou o disparo, ele falou que na situação, quando ele viu o proprietário do veículo se aproximando, ele achou que ele poderia estar armado ou reagir a abordagem. Então, ele efetuou o disparo”, explicou o delegado Mateus de Bona Ganzer. 

Conforme a polícia, os suspeitos vivem em Sarandi e decidiram cometer o crime em outra cidade para não serem reconhecidos. “O objetivo de ambos era realizar o roubo de um veículo e eles escolher Iguatemi por ser afastada de Sarandi, de onde eles são. Eles pegaram um Uber para ir para Iguatemi e realizar um roubo aleatório. Eles iam andar nas ruas, verificando que estivesse em uma situação de vulnerabilidade para que fosse efetuado o roubo”, completou o delegado. 

Chegada de jovem de 19 anos na delegacia. (Foto: Evandro Mandadori/RIC Record TV)

Como o crime já saiu da situação de flagrante e não havia pedido de apreensão e prisão para os jovens, após prestarem depoimento, eles foram liberados. O que, segundo Ganzer, não significa que os dois ficarão impunes. 

“Isso não significa impunidade, ao contrário, não adianta prender mal. A gente tem que levantar no inquérito informações para que a pessoa seja presa e pague por tudo o que fez. Não adianta a gente prender, a pessoa ficar poucos dias e daí ser liberada porque o inquérito não foi instruído”, declarou o delegado. 

Ainda de acordo com Ganzer, o menor de idade já possui várias passagens por outros crimes como tráfico e até homicídios, enquanto o maior de idade teve alguns envolvimentos com crimes de menor gravidade

O advogado de defesa Cesar Cristóvão, reforçou à RIC Record TV, que o jovem de 19 anos foi contrário ao disparo de arma de fogo e que após o crime, os dois se desentenderam por esse motivo. No entanto, a Polícia Civil irá apurar a veracidade da informação, já que ele pode ser usada como tática para jogar a responsabilidade sobre o menor de idade, que é protegido pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (Eca).

“Nós viemos apresentar um dos envolvidos nesse fato que aconteceu recentemente. Ele estava participando, porém, não foi a pessoa que efetuou os disparos, ele estava apenas conduzindo o veículo. Pela repercussão e pega gravidade do que aconteceu, ele decidiu nos procurar para se apresentar e ficar à disposição da Justiça”, pontuou o advogado. 

Câmera registra assalto em Iguatemi

O assalto foi registrado por uma câmera de segurança. Nas imagens é possível ver o momento que Bernardes chega em uma residência de carro para fazer uma entrega de salgadinhos. A dupla de criminosos, então, se aproxima rende o comerciante e atira mesmo sem ele reagir. Na sequência, os ladrões fogem com o carro e o homem fica caído no chão até a chegada do socorro

Bernardes foi atingido na região da mandíbula, está hospitalizado, mas não corre risco de morte.

Vitor Lima, sobrinho da vítima, conta que o tio chegou a ouvir os dois bandidos conversando e que um deles afirmou que não era para atirar.

“Eles chegaram atrás e falaram que era para levar o carro. Ele [vítima] falou ‘pode levar’, nem reagiu. Aí, um já foi entrando no carro e outro veio para perto dele, aí um falou ‘não precisar atirar’, mas mesmo assim o cara atirou”, contou. 

O veículo roubado foi localizado em situação de abandono em Sarandi. O carro estava sem as quatro rodas e com sinais de que os criminosos teriam tentado atear fogo no automóvel. 

Assista ao vídeo do assalto:

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.