Caroline
Caroline Berticelli / Editora

23 de maio de 2019 - 00:00

Atualizado em 23 de maio de 2019 - 00:00

Notícias

Suspeito de matar cabeleireiro em Curitiba é preso

Suspeito de matar cabeleireiro em Curitiba é preso
O homem que supostamente matou o cabeleireiro em Curitiba foi encontrado com celular da vítima. (Foto: Luciano Chinasso/RICTV)

O suspeito de matar o cabeleireiro Marcos César Milleo, de 61 anos, em Curitiba, foi localizado pela polícia. Na manhã desta quinta-feira (23), Maicon Dias dos Santos, de 26 anos, foi conduzido à Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), onde deverá prestar depoimento.

Encontrado com o celular da vítima

Na quarta-feira (22), a polícia conseguiu rastrear o celular da vítima e chegou até uma casa usada para venda de drogas no bairro Boqueirão, onde Maicon teria trocado o aparelho telefônico por entorpecentes. Pelo menos uma pessoa foi presa.

No mesmo dia, o suspeito foi espancado por ser o responsável pela ida da polícia até o local. Ainda na noite de quarta, a DHPP foi informada de que Maicon estava no Hospital do Trabalhador para tratar de um ferimento no pé, causado durante a agressão, e o prendeu.

O suspeito foi localizado nesta quarta-feira (23).

O suspeito foi localizado nesta quarta-feira (23). (Foto: Luciano Chinasso/RICTV)

Morto em cobertura

Marquinhos Milleo, como era chamado pelos amigos, foi encontrado morto dentro de seu próprio apartamento, uma cobertura no bairro Água Verde, há uma semana, na tarde do dia 15 de maio deste ano.

De acordo com a Polícia Civil, como a vítima apresentava apenas um corte no nariz, suspeitou-se, a princípio, de morte natural. Entretanto, imagens do circuito de câmeras de segurança revelaram que Marcos entrou no prédio acompanhado de outro homem no dia 13 de maio.

Imagens das câmeras de segurança

Nos vídeos, os investigadores conseguiram descobrir que Marcos e seu acompanhante entraram no prédio pela primeira vez por volta das 16h30. Aproximadamente às 20h30, ambos saem do prédio e voltam cerca de 15 minutos depois. Já às 23h, o suspeito é flagrado deixando o local, com outra roupa.

O cabeleireiro foi visto com vida pela última vez no dia 13 de maio.

O cabeleireiro foi visto com vida pela última vez no dia 13 de maio. (Foto: Reprodução/Câmera de segurança)

Um amigo da vítima comentou que Marquinhos não passava por um bom momento. “Ele estava bem depressivo, chateado. Aí ele estava bebendo um pouco mais assim do que o normal, porque ele já bebia. Ele estava com a vida vazia”, declarou.