Segurança

Marido que armou encontro pra esposa com namorado dele volta pra cadeia

Homem ficou 70 horas preso e, quando chegou em casa pegar ferramentas para trabalhar, foi preso de volta por posse ilegal de arma de fogo.

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações do repórter Lúcio André
Marido que armou encontro  pra esposa com namorado dele volta pra cadeia

19 de abril de 2021 - 20:02 - Atualizado em 19 de abril de 2021 - 20:02

Na semana passada, o RIC Mais e o Cidade Alerta contaram a história de uma professora de Curitiba que estava sendo assediada sexualmente pelo celular. Mas quando ela botou a polícia na história para prender o criminoso, levou o maior choque da sua vida: descobriu que o assediador seria “namorado” do seu próprio marido e que os dois homens estavam armando pra ela. Neste dia, os dois homens foram presos pelo crime de importunação sexual.

Nesta segunda-feira (19), porém, o marido da professora, Laureci Almeida, 53 anos, foi solto, cerca de 70 horas após ser preso. Mas a liberdade não demorou muito. Assim que ele chegou em casa, para pegar ferramentas de pedreiro e seguir para o trabalho, foi preso de novo.

Apesar dele não ter feito nenhuma ameaça contra a esposa, a professora ficou apavorada ao ver o marido (agora ex-marido) e chamou a polícia. Ele acabou preso por posse ilegal de arma de fogo, já que ele tinha um revólver calibre 32 dentro de casa.

Laureci alegou que o revólver foi uma recordação que ficou para ele de seu falecido pai. Apesar da explicação, ter uma arma em casa sem as devidas regularizações é crime e Laureci foi preso em flagrante.

Mensagens “estranhas”

Na sexta-feira (16), quando a polícia prendeu o pedreiro Jean Carlos Neves, 51 anos, por importunação sexual contra a professora, encontrou mensagens comprometedoras no celular dele. Foi a partir delas que a polícia constatou que Jean e Laureci já teriam um relacionamento amoroso e que estariam tramando para tentar um relacionamento sexual a três, junto com a professora. Foi por causa desta descoberta que Laureci também foi preso pela importunação sexual contra a própria esposa.

Mas nesta segunda-feira, ao ser preso novamente, o celular dele também foi vistoriado pela polícia, que constatou mensagens comprometedoras trocadas com Jean. Algumas, até “baixas” demais para serem contadas. Numa das mensagens mais “suaves”, Laureci pede que Jean apareça ao encontro deles dois “vestido de mulherzinha”. Inclusive Laureci salvou o contato de jean no celular com o nome de “Amanda“.

Laureci deu entrevista ao repórter Lúcio André, do Cidade Alerta. Ele afirmou ao repórter que não conhecia Jean e que começou a receber mensagens dele no celular, de Jean afirmando que estava marcando um encontro com a professora.

Laureci disse que queria ter certeza de que se tratava mesmo da esposa dele a mulher do tal encontro e por isso foi mandando mensagens de cunho sexual, para ganhar a confiança da pessoa do outro lado da linha, no caso, Jean. Inclusive pediu que Jean mandasse foto dela, para ter certeza se a esposa era fiel ou não.

Porém mesmo explicando que era para ganhar confiança, inicialmente a polícia interpretou de outra forma as mensagens e entendeu que ambos vinham se relacionando sexualmente há tempos, conforme o conteúdo das mensagens. Porém agora é uma explicação que eles vão ter que dar à Justiça, já que foram autuados pela importunação sexual contra a professora.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.