Segurança

Jovem pula na frente de namorado para salvá-lo de tiro, mas ambos são baleados

Namorado teria dado bofetada na cara de outro homem numa festa. O agredido voltou armado e atirou no agressor

Giselle
Giselle Ulbrich com informações do repórter Marcelo Borges, da RIC Record TV Curitiba
Jovem pula na frente de namorado para salvá-lo de tiro, mas ambos são baleados
Namorada pula na frente do companheiro para protegê-lo de tiros. Foto: Reprodução RIC Record TV

4 de maio de 2021 - 13:48 - Atualizado em 4 de maio de 2021 - 13:48

Resumo da matéria

  • Casal estava em festa quando houve discussão e ele deu bofetada na cara de outro homem no local
  • Homem saiu, voltou armado à festa e tirou contra agressor.
  • Mulher pulou na frente do namorado para protegê-lo. Mas ela foi atingida no peito e ele na cabeça
  • Apesar do local dos tiros, nenhum deles está em estado grave, até o momento

Um casal, ambos com 23 anos, foi baleado na noite desta segunda-feira (04) na Rua Divonzir Luciano, bairro Jardim Independência, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. O curioso é que quando eles viram o que aconteceria, ela pulou na frente do companheiro para tentar protegê-lo de um tiro, mas ambos acabaram feridos, ela no peito e ele no crânio.

Conforme apuração do repórter Marcelo Borges, da RIC Record TV, o casal estava numa festa em uma residência, quando houve uma discussão e o namorado dela deu uma bofetada na cara de outro homem que estava na festa. O homem “agredido” saiu e voltou armado, com a intenção de atirar no agressor.

Quando percebeu isto, a namorada pulou para proteger o namorado do tiro. Porém, ela foi atingida no peito e ele na cabeça. Apesar da região do corpo onde foram feridos, nenhum deles corre, inicialmente, risco de morte.

Tanto o Siate, quando socorristas voluntários do Resgate Parceiros da Vida estiveram no local e constataram que o tiro na cabeça do rapaz não penetrou o crânio e o tiro na mulher também não atravessou o peito, nem atingiu nenhum órgão vital.

Ela foi levada ao Hospital Cajuru e ele ao Hospital do Trabalhador, ambos hospitais em Curitiba.

O autor do crime escapou antes da chegada da polícia. Conforme testemunhas, ele fugiu num Gol preto. A polícia agora tenta identificar a placa do carro e quem era o atirador.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.