Segurança

Jovem morre nos braços da mãe ao ser esfaqueado pelo padrasto

A mãe do rapaz ficou em estado de choque e o suspeito, Sebastião Alves de Paula, de 56 anos, fugiu

Daniela
Daniela Borsuk com informações de Thais Travençoli, da RIC Record TV Curitiba
Jovem morre nos braços da mãe ao ser esfaqueado pelo padrasto
(Foto: Redes Sociais)

20 de setembro de 2021 - 11:54 - Atualizado em 20 de setembro de 2021 - 11:54

Jefferson Ferreira de Lara, de 20 anos, morreu nos braços da mãe ao ser esfaqueado pelo padrasto na madrugada desta segunda-feira (20). O crime foi registrado na casa da família, na Rua Tiradentes, em Balsa Nova, na Região Metropolitana de Curitiba, por volta das 4h. A vítima foi atingida por três golpes de uma faca de cozinha, dois deles no braço e um no peito. A mãe do rapaz ficou em estado de choque e o suspeito, Sebastião Alves de Paula, de 56 anos, fugiu.

De acordo com o relato da mãe da vítima para a família, que conversou com a equipe da RIC Record TV Curitiba, Jefferson acordou de madrugada para trabalhar no reparo de um telhado. O jovem fazia bicos para ajudar a família, já que a mãe era pensionista e o padrasto – que morava com eles há cerca de um ano – estava desempregado há alguns anos. Enquanto se arrumava para sair para o trabalho, o jovem teria sido surpreendido pelo suspeito, que iniciou uma discussão. A mãe do rapaz, que presenciou a cena, disse que Jefferson ainda teria tentado apaziguar a situação, dizendo que não queria brigar com Sebastião.

Sebastião fugiu após o crime e ainda não foi localizado (Foto: Arquivo pessoal)

Conforme a mãe de Jefferson, Sebastião deu três golpes no enteado, pegou o próprio celular, o celular da vítima, a carteira, a faca usada no crime e fugiu pelos fundos da residência. A mãe do jovem ficou com ele nos braços e pediu a ajuda de vizinhos. No entanto, quando as equipes de socorro chegaram ao local, a vítima já havia morrido.

Crime foi registrado na casa da família (Foto: Thais Travençoli/ RIC Record TV Curitiba)

Segundo o irmão de Jefferson, Sebastião se dava bem com a companheira e não há relatos de violência com a esposa. No entanto, o suspeito sempre implicava com Jefferson, filho mais novo da mulher, pois tinha ciúmes do cuidado da esposa com o caçula.

A delegacia de Polícia Civil de Campo Largo investiga o caso.