Segurança

Mãe e padrasto presos por estuprar filha são indiciados por pornografia infantil, em Ponta Grossa

O material pornográfico continha cenas e áudios sobre o estupro realizado pela mãe e padrasto

Gabriel
Gabriel Trevisan
Mãe e padrasto presos por estuprar filha são indiciados por pornografia infantil, em Ponta Grossa
Foto: Banco de imagens

26 de agosto de 2020 - 10:31 - Atualizado em 26 de agosto de 2020 - 10:36

Presa preventivamente desde o começo de agosto por estupro de vulnerável, a mãe e o padrasto que abusaram de uma menina de 10 anos também serão indiciados por armazenamento de pornografia infantil. O crime aconteceu na região central de Ponta Grossa e segue sendo investigado pela Polícia Civil do Paraná (PCPR).

O material contendo imagens pornográficas da criança e áudios que contavam sobre o estupro foi encontrado no celular da mãe, de 25 anos, na última segunda-feira (24).

Tanto a mãe, quanto o padrasto. de 32 anos, estão sujeitos a até oito anos de prisão só pelo crime de armazenamento de pornografia infantil. Já a pena pelo estupro pode variar de oito a 15 anos de prisão.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.