Segurança

Incêndio que matou três crianças pode ter sido iniciado com brincadeira

Segundo as investigações, as crianças estariam brincando com um isqueiro próximo a um travesseiro

Aline
Aline Taveira / Produtora com informações do ND Mais
Incêndio que matou três crianças pode ter sido iniciado com brincadeira
Os outros cinco filhos do casal foram resgatados com vida (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação/ND)

3 de maio de 2021 - 12:47 - Atualizado em 3 de maio de 2021 - 12:48

Um incêndio que terminou com três crianças mortas no último sábado (1), em Lages, na serra catarinense, pode ter sido causado por um momento de distração. A causa, que ainda é apurada pelos bombeiros, pode ter sido uma brincadeira das crianças, que brincavam com um isqueiro e teriam ateado fogo a um travesseiro. 

Segundo informações do ND Mais, as chamas tiveram início ao meio-dia. As vítimas fatais são dois meninos, de 3 e 8 anos, e uma menina de 5 anos. Os pais e os outros cinco filhos do casal foram resgatados pelo Corpo de Bombeiros. 

A casa foi totalmente tomada pelas chamas. Segundo o Corpo de Bombeiros, as equipes de resgate não conseguiram entrar no imóvel devido ao risco de desabamento. O procedimento utilizado foi acessar o segundo andar da casa com uma escada. Os corpos das vítimas foram encontrados já carbonizados depois que o fogo foi controlado. 

Prefeitura de Lages realiza tratativas para reconstrução da casa (Foto: CBM/Divulgação/ND)

O fogo ainda destruiu a casa vizinha, uma pequena residência de 30 m². Os três moradores não ficaram feridos. 

Investigação

O laudo final deve ser concluído em uma semana, mas, segundo as autoridades, ainda não é possível determinar a causa do incêndio. O pai das crianças informou que elas brincavam com um isqueiro momentos antes das chamas se alastrarem, e essa afirmação será levada às investigações. O caso também é investigado pela 3ª Delegacia de Polícia de Lages, que não descarta a hipótese de triplo homicídio culposo, quando não há a intenção de matar. 

Os sete familiares que sobreviveram ao incêndio estão morando na casa de parentes