Segurança

Imagens mostram suspeita com recém-nascido no colo dentro do hospital em Curitiba; assista

Talita Meireles foi abordada pela equipe de segurança do local e detida na sequência; o bebê foi devolvido à mãe

Guilherme
Guilherme Becker / Editor com informações da RIC Record TV
Imagens mostram suspeita com recém-nascido no colo dentro do hospital em Curitiba; assista
(Foto: Reprodução/ Câmera de Segurança)

14 de julho de 2021 - 10:33 - Atualizado em 14 de julho de 2021 - 10:33

A tentativa de sequestro de um recém-nascido em Curitiba, na noite da última segunda-feira (12), foi flagrada por câmeras de segurança instaladas no Hospital do Trabalhador. Nas imagens, Talita Meireles aparece com o bebê no colo e já ao lado de uma vigilante, que trabalha na instituição.

De acordo com a diretoria do Complexo Hospitalar do Trabalhador, a abordagem à suspeita foi realizada devido ao protocolo de segurança da instituição, que verificou uma desconformidade na ação. A mulher não utilizava pulseira de internação e ao ser abordada por uma vigilante, relatou que o bebê havia se engasgado, mas já estaria indo para casa.

“Enquanto você não tiver os seus documentos e do bebê você não sai”,

declarou a vigilante à mulher.

Para pegar a criança da mãe, a falsa enfermeira alegou que iria fazer alguns exames. Alguns minutos depois, uma funcionária da maternidade passou no quarto e foi questionada sobre a demora para o retorno do bebê. Neste momento, a enfermeira percebeu que havia algo errado e acionou a segurança.

Em outro corredor do hospital, a suspeita já havia sido abordada por vigilantes que suspeitaram da mulher. Diante da situação, a Polícia Militar foi acionada e a jovem suspeita foi detida. Em depoimento para a Polícia Civil, Talita afirmou que sofreu um aborto espontâneo recentemente e que não queria contar para a família sobre a perda.

“Eu não sei o que deu na minha cabeça para entrar no hospital, eu entrei, aí comecei a olhar os nenês, começou a me dar um negócio na cabeça. Eu não sei porque eu fiz isso. Eu entrei no vestiário e tinha uma roupa jogada em cima do armário, aí eu peguei e coloquei. Daí eu não sei o que aconteceu comigo, eu fui olhar as crianças, eu comecei a olhar, aí eu queria pegar o nenê no colo e quando eu vi, já aconteceu. Eu não queria fazer nenhuma maldade, não queria causar nada”,

relatou a mulher.

Veja imagens da suspeita no hospital:

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.