Notícias

“Deveria ter prisão perpétua pra você”, diz filho de idosa morta por motorista embriagado

Rosa Maria Nunes de Oliveira enfrentava um câncer de mama e estava a caminho do hospital quando o acidente ocorreu no bairro Santa Cândida, em Curitiba

Caroline
Caroline Berticelli / Editora
“Deveria ter prisão perpétua pra você”, diz filho de idosa morta por motorista embriagado
O professor foi localizado morto dentro de um veículo abandonado. (Foto: Reprodução/RIC Record TV)

21 de janeiro de 2020 - 00:00 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 14:55

Um dos filhos de Rosa Maria Nunes de Oliveira, de 61 anos, que morreu ao sofrer um acidente de trânsito na rua Theodoro Makiolka, no bairro Santa Cândida, em Curitiba, na manhã desta terça-feira (20), fez um desabafo ao falar com o motorista embriagado que causou a colisão. 

Os filhos da idosa foram até o local e encontraram Pablo Henrique da Silva que pediu perdão pelo o que fez. No entanto, os dois estavam abalados e não aceitaram o pedido.

“Você matou a mãe de um policial, você é um irresponsável, velho. Perdoa o que, deveria ter prisão perpétua pra você. Morrer na cadeia”, disse um dos homens visivelmente emocionado. 

Rosa enfrentava um câncer agressivo de mama e havia passado por uma cirurgia de grandes proporções recentemente. Ela e o marido seguiam no banco traseiro de um carro de aplicativo de transporte para o Hospital Angelina Caron, onde ela deveria retirar os pontos do procedimento cirúrgico, quando o veículo foi atingido em cheio pelo Renault Scenic conduzido por Pablo.

Devido ao impacto, a idosa morreu na hora enquanto seu marido sofreu ferimentos leves e foi encaminhado para um hospital. 

Motorista embriagado 

A Polícia Militar (PM) realizou o teste de bafômetro em ambos os condutores, mas apenas Pablo apresentou resultado positivo para ingestão de bebidas alcoólicas. No equipamento, o número apontado foi de 0,88 miligramas de álcool por litro de ar expelido.

Ele foi conduzido à Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran) e permanece detido. “Ele já se encontra preso na nossa unidade policial. Caso ele for enquadrado legalmente, será enquadrado pelo homicídio qualificado, pela embriaguez, a pena é relevante e a autoridade policial não poderá arbitrar fiança. A prisão será comunicada ao Poder Judiciário e o Poder Judiciário decidirá o futuro desse indivíduo”, explicou o delegado Edgar Santana. 

idosa-morta-em-acidente-transito-motorista-embriagado

Foto: Reprodução/RIC Record TV

No local do acidente, os dois motoristas apresentaram versões diferentes de como a colisão ocorreu: o motorista de aplicativo declarou que os dois seguiam pela rua Theodoro Makiolka e que o Renault Scenic vinha no sentido contrário em zigue-zague. Já na versão de Pablo, o carro de aplicativo de transporte cruzou a preferencial

Conforme o delegado, a Polícia Civil já está apurando essas informações e câmeras de segurança da região serão usadas para esclarecer as versões divergentes. “A Polícia Civil ainda está tomando as devidas providências, estamos ouvindo no presente momento os policiais militares [que atenderam a ocorrência] e, na sequência, vamos proceder o interrogatório do acusado”m disse Santana.