Segurança

Homem que tentou raptar criança em Paiçandu é preso no estado de São Paulo

O crime ocorreu em janeiro deste ano quando ele agarrou uma menina de 5 anos e tentou levá-la a força de dentro de uma mercearia

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com reportagem do Cidade Alerta Maringá
Homem que tentou raptar criança em Paiçandu é preso no estado de São Paulo
Foto: Reprodução/RIC Record TV

2 de março de 2021 - 14:17 - Atualizado em 2 de março de 2021 - 14:45

Um homem que tentou raptar uma criança em Paiçandu, no norte do Paraná, foi preso em Bauru, São Paulo, no último sábado (27). O crime ocorreu dentro de um estabelecimento comercial no dia 14 de janeiro e foi registrado por câmeras de segurança. (Assista abaixo)

Segundo a polícia, Valdiclei Franco, de 43 anos, demonstrou nervosismo ao ser abordado durante um patrulhamento de rotina. Desconfiados, os policiais resolveram fazer uma revista e encontraram um revólver escondido no fundo falso de uma mala que ele carregava.

Na sequência, ao examinarem a ficha policial do suspeito, eles descobriram que havia um mandado de prisão contra ele por tentativa de homicídio contra um cadeirante, tentativa de abuso e tentativa de sequestro

“Foi uma abordagem rotineira, aí verificou-se que com ele estava uma arma, essa arma é de origem ilícita e ele foi preso por causa disso. Aí, quando ele foi preso, levantaram os dados dele e perceberam que havia sido expedido aqui pelo Paraná um mandado de prisão contra ele”, conta o delegado responsável pelo caso no Paraná. 

Depois de responder pelo crime ocorrido no estado de São Paulo, ele poderá ser transferido para o Paraná ou prestar depoimento por videoconferência.

“Agora a gente espera o trâmite legal, já que ele cometeu um crime lá, vai ficar à disposição da Justiça de lá para depois, se for o caso, ser recambiado para cá. Só que aí entra o problema da pandemia, agora com a limitação do tráfego de pessoas, é difícil. Mas nada impede que ele seja ouvido por videoconferência. O procedimento nosso já foi concluído, encaminhado para a Justiça e agora é só aguardar o trâmite do Judiciário”, explica o delegado. 

Morador de Sarandi, município que fica a aproximadamente 30 Km de Paiçandu, Valdiclei é conhecido pela polícia local e é considerado um homem perigoso. Além da tentativa de rapto da criança, ele possui passagens por agressão e tentativa de homicídio.

“Não foi algo pontual que aconteceu aqui [em Paiçandu], tanto que ele cometeu outro crime lá. Se ele estava armado, era para cometer outro crime, principalmente, crime contra o patrimônio. Então, ele é uma pessoa dedicada ao crime, esse tipo de pessoa, ela tem que ser limitada do convívio social, tem que se tirar ela das ruas porque ela não vai exercer uma atividade lícita. Ela vai sempre procurar cometer algum crime para sobreviver”, finalizou o delegado. 

Tentativa de rapto de criança no Paraná

As câmeras da mercearia flagraram o momento em que Valdiclei tentou levar do local uma menina de 5 anos à força.

Gislaine de Azevedo, mãe da criança, conta que deu algumas moedas para que as filhas fossem comprar leita a cerca de 100 metros de casa, no Jardim Monte Carmelo. Foi quando as duas já estavam no caixa para pagar pelas compras que o ele agarrou a menina e chegou a arrastá-la para fora

As funcionárias do estabelecimento desconfiaram da atitude, já que conhecem as crianças e sua família. Uma delas chegou a perguntar para as menores de idade se elas conheciam o homem e, diante da negativa dada, partiram para cima do suspeito com a intenção de impedir o rapto

Seu José, pai da menina, conta que a família recebeu a notícia da prisão do suspeito com muito alívio. Segundo ele, todos ficaram traumatizados e sua esposa chegou a abandonar o trabalho para não deixar mais os filhos sozinhos. 

“Ela trabalhava em uma firma, mas teve que sair para ficar em casa com os meninos. Porque agora, como não tem aula, o meu menino mais velho que fica em casa, mas sempre os danadinhos, às vezes, dão uma escapadinha. Elas foram buscar um leite aquele dia. Foi a minha outra menina maior e ela, que aqui é pertinho. Já faz seis anos que a gente mora aqui em Paiçandu, nunca tinha acontecido isso”, diz o pai. 

Veja o vídeo:

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.