Segurança

Homem que ficou pendurado em caminhão por mais de 20 quilômetros deve receber alta ainda hoje (7)

Companheira que foi arremessada para canteiro segue na UTI

Guilherme
Guilherme Becker / Editor
Homem que ficou pendurado em caminhão por mais de 20 quilômetros deve receber alta ainda hoje (7)
(FOTO: REPRODUÇÃO/ REDES SOCIAIS)

7 de março de 2021 - 11:24 - Atualizado em 7 de março de 2021 - 11:24

Uma das vítimas do acidente assustador registrado na tarde deste sábado (6), na BR-101, em Santa Catarina, deve receber alta ainda hoje (7). De acordo com informações de familiares, Anderson Pereira, de 49 anos, teve apenas ferimentos leves e segue internado no Hospital Ruth Cardoso, em Balneário Camboriú.

Anderson foi atingido no momento que estava trafegando de motocicleta com sua companheira, Sandra. Uma carreta atingiu o veículo do casal na altura do município de Penha, perto do KM 106 da BR-101. Entretanto, o caminhoneiro só foi parado 32 quilômetros depois, na cidade de Balneário Camboriú, no KM 139, próximo ao Morro do Boi.

Durante parte da fuga, Anderson ficou pendurado na porta da carreta, na tentativa de fazer com que o caminhoneiro parasse o veículo. Diversos motoristas flagraram o momento da luta do homem, que segundo testemunhas, percorreu mais de 20 quilômetros na janela do infrator.

Assista aqui: Apresentadora Simone Hammes flagra acidente assustador na BR-101

Após não aguentar mais a pressão de ficar pendurado no veículo em movimento, Anderson aproveitou quando o caminhoneiro diminuiu a velocidade e saltou da carreta. Alguns quilômetros à frente, outros motoristas conseguiram fazer o infrator diminuir a velocidade e romperam os cabos de freio, fazendo o caminhoneiro parar o veículo.

Estado das vítimas

Um primo de Anderson, que é vereador na cidade de Balneário Camboriú, atualizou na manhã deste domingo (7) o estado das vítimas. Segundo o familiar, Anderson permanece no hospital, porém deve receber alta ainda hoje (7).

“Anderson deve ganhar alta somente no fim do dia”, escreveu Marcio pereira.

Já a companheira de Anderson, a Sandra, de 47 anos, permanece em estado grave no Hospital Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí. A mulher chegou a ser arrastada pela carreta por alguns metros e foi socorrida por um helicóptero, no canteiro da rodovia.

“Teremos boletim médico às 16. A Sandra segue na UTI do Hospital Marieta”, publicou Marcio.

Após um teste do bafômetro, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou que o caminhoneiro não estava embriagado, porém, apresentava alguns sinais que dirigia com a capacidade psicomotora alterada em razão de substância psicoativa.

O caminhoneiro, de 36 anos, foi preso pela Polícia Civil e pode responder pelos crimes de fugir do local do acidente sem prestar socorros às vítimas e de dirigir com a capacidade psicomotora alterada

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.