Segurança

Vendedor ambulante morre após ser atingido por botijão de gás arremessado do décimo andar

Vítima estava na calçada e morreu na hora

Guilherme
Guilherme Becker / Editor
Vendedor ambulante morre após ser atingido por botijão de gás arremessado do décimo andar
(Foto: Divulgação/PMRJ/Twitter)

13 de outubro de 2020 - 09:32 - Atualizado em 13 de outubro de 2020 - 09:32

Um vendedor ambulante morreu nesta segunda-feira (12) após ser atingido por um botijão de gás que foi arremessado do décimo andar de um prédio em Copacabana, no Rio de Janeiro. A vítima estava na calçada na rua Djalma Ulrich e não resistiu antes mesmo da chegada de uma ambulância.

O homem que teria jogado o botijão foi preso por policiais do 19º Batalhão de Polícia Militar. O suspeito, de 50 anos, seria um morador do prédio que sofre de surtos mentais. Uma irmã do homem revelou que antes de jogar o objeto pesado, ele teria arremessado outras coisas como o pedaço de um fogão.

Homem morre por botijão de gás

A vítima da tragédia foi identificada por moradores da região como Tronco. O homem seria um morador em situação de rua que trabalhava vendendo frutas no local. Segundo o porteiro de um prédio próximo, o ambulante morava em frente a um prédio há mais de 30 anos e antes de ser vendedor trabalhava na praia ajudando barraqueiros.

O homem preso foi encaminhado ao 13ª Departamento Policial, em Copacabana. O suspeito não tem antecedentes criminais.