Segurança

Homem finge ter sido sequestrado em Londrina, mas PM descobre história verdadeira

Os policiais localizaram o indivíduo em uma estrada rural da zona norte de Londrina, na manhã desta sexta-feira (23); ele é dependente químico e fugiu da clínica de reabilitação

Ana Clara
Ana Clara Marçal / Estagiária com informações de Rafael Machado, da RIC Record TV
Homem finge ter sido sequestrado em Londrina, mas PM descobre história verdadeira
Foto: Eliandro Piva

23 de julho de 2021 - 14:48 - Atualizado em 23 de julho de 2021 - 14:48

Um homem fingiu ter sido vítima de um sequestro que teria durado 14 dias. Na manhã desta sexta-feira (23), várias viaturas da Polícia Militar (PM) foram até a região da Warta, na zona norte de Londrina, norte do Paraná, local onde a suposta vítima teria sido abandonada.

Chegando ao endereço, o homem foi localizado sem camiseta e sem agressões. Segundo relato do indivíduo dado a PM, oito homens armados o teriam rendido por causa de R$ 170 mil que ele tinha para comprar um estabelecimento comercial.

Quando questionada por mais detalhes pela equipe, a falsa vítima não soube responder e alegou que estava sobre efeito de drogas. Por isso, não sabia dizer onde estava, por exemplo. Os policiais iam encaminhar o homem até uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) quando apareceram outras duas pessoas que se identificaram como funcionários de uma clínica de reabilitação de Londrina.

“As histórias não estavam batendo e nenhum policial estava acreditando mais. Só que não tinha nenhum indício, nenhum local para ser procurado por familiares dele. Já que ele não estava dando contato […] porque não queria que fizessem contato com seus pais, principalmente. Finalmente, quando ele estava dando entrevista para a imprensa, chegaram dois homens estranhos, que acabaram chamando a nossa atenção e eles se apresentaram dizendo que são de uma clínica de recuperação e aquele homem seria foragido, seria um interno da clínica e vieram para resgatá-lo.”

explica o tenente da PM, Emerson Castro.

Em seguida, o homem confessou que as histórias eram todas mentira e foi encaminhado de volta ao centro de recuperação.