Segurança

Governador institui diária extrajornada voluntária para Polícia Científica

O valor de cada diária é de R$ 180, sendo a adesão voluntária. Cada profissional pode realizar até dez diárias de seis horas por mês, desde que seja respeitada a folga de 11 horas entre jornadas.

Giselle
Giselle Ulbrich com informações da AEN
Governador institui diária extrajornada voluntária para Polícia Científica

1 de junho de 2021 - 22:25 - Atualizado em 1 de junho de 2021 - 22:25

O governador Carlos Massa Ratinho Junior autorizou nesta terça-feira (1º) a implementação da Diária Especial por Atividade Extrajornada para a Polícia Científica do Paraná, através da assinatura do decreto 7.751/2021 que regulamenta a ferramenta. A medida tem o objetivo de aumentar a eficácia da resolução de crimes através da valorização do trabalho dos profissionais.

“No mês passado anunciamos a diária extrajornada para as Polícias Civil e Militar e neste mês para a Científica. Assim, ampliamos e melhoramos nosso efetivo policial, além de criar a possibilidade de melhorar o salário dos profissionais que, em seus dias de folga, já trabalhavam de maneira informal, e agora podem estar dentro da instituição e aumentar sua eficácia”, afirmou o governador.

O valor de cada diária é de R$ 180, sendo a adesão voluntária. Cada profissional pode realizar até dez diárias de seis horas por mês, desde que seja respeitada a folga de 11 horas entre jornadas. Assim, o incremento no salário pode chegar até R$ 1.800 extras mensais

“A diária extrajornada propicia um aumento de produtividade na Polícia Científica por conta do esforço voluntário desses servidores que estarão elaborando um período adicional em prol do serviço público – inclusive fechando escalas em várias das 18 unidades no interior do Estado”, pontuou o diretor-geral da Polícia Científica do Paraná, Luiz Rodrigo Grochocki.

As diárias são destinadas aos profissionais que se dedicam a exames periciais de criminalística, medicina e odontologia, e atividades técnicas de auxiliar de perícia e de auxiliar de necropsia – atividades realizadas pelos servidores que integram o Quadro Próprio dos Peritos Oficiais (QPPO).

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, cerca de 180 profissionais poderão ser contemplados pela possibilidade da diária. Com a medida, esse efetivo aumenta em 29% em escala de plantão – o que, na prática, mantém o serviço funcionando 24 horas por dia, em todos os dias da semana.

“Eles vão ajudar nas escalas, são muito importantes nesse momento de pandemia. Teremos um serviço de maior qualidade e efetividade. O Paraná só tem a ganhar com essa nova iniciativa”, afirmou o secretário Romulo Marinho Soares.

A Polícia Científica é composta pelo Instituto de Criminalística (IC) e pelo Instituto Médico Legal (IML), e engloba as funções de perícias de criminalística e médico-legais através dos métodos da ciência forense. Assim, seu trabalho visa a resolução de crimes quando há vestígios.

Polícias Civil e Militar

O pagamento da diária extrajornada está previsto na Lei Estadual 19.130, sancionada em 2017, mas ainda não havia sido regulamentada. A medida voltada à Científica se soma às diárias extrajornada das polícias Civil e Militar, decretadas em maio.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.