Segurança

Gestante e filho de 5 anos são libertados de cárcere privado, onde estavam há três anos

Homem que matinha mãe e filho negou que os mantivesse em cárcere e que ela podia sair a qualquer momento.

Giselle
Giselle Ulbrich
Gestante e filho de 5 anos são libertados de cárcere privado, onde estavam há três anos
Foto: GM Lima

24 de julho de 2021 - 13:54 - Atualizado em 24 de julho de 2021 - 13:54

Guardas municipais e o Conselho Tutelar de Fazenda Rio Grande libertaram uma gestante de cinco meses e o filho dela, de cinco anos, de cárcere privado, maus tratos, ameaças e abuso sexual no município, na tarde de sexta-feira (23). Mãe e filho era mantidos num quarto escuro, trancados há três anos. Além de bater e ameaçar a esposa e abusar sexualmente da criança, o homem obrigava o menino a segurar um penico enquanto ele urinava no objeto e na criança.

Conforme o Guarda Municipal Lima, de Fazenda Rio Grande, a Guarda chegou até mãe e filho, trancados numa casa do bairro Nações, na região rural da cidade, através de uma denúncia, recebida pelo Conselho Tutelar. A jovem, de 22 anos, disse que foi trancada ali há três anos, mesmo tempo que começou um relacionamento com o autor dos abusos e maus tratos. Ela e o filho, que é de outro relacionamento anterior, eram mantidos em condições desumanas, num quarto escuro e com pouca ventilação, já que as janelas eram fechadas com tapumes. A cama, encardida e com colchão rasgado, sequer tinha lençóis e travesseiros.

Mesmo sendo pego em flagrante, o homem negou que estivesse mantendo a esposa em cárcere e que ela podia sair dali a hora que quisesse. Mas a mulher negou, disse que, inclusive, era proibida de ter celular. Por isso, não conseguia manter contato com familiares, amigos, pedir ajuda de nenhum jeito.

Ela e a criança foram encaminhadas à casa de parentes, em outra cidade. O homem foi preso em flagrante por cárcere privado, violência doméstica e injúria contra a esposa. Ele está preso da Delegacia de Fazenda Rio Grande.