Segurança

Funcionário de loja que vendia baterias furtadas de torres de celular é preso

O dono do estabelecimento comercial conseguiu fugir; as baterias eram oferecidas por menos da metade do valor de mercado pelas redes sociais

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com reportagem de Lucio André da RIC Record TV, Curitiba

27 de abril de 2021 - 17:28 - Atualizado em 27 de abril de 2021 - 20:27

O funcionário de uma loja que vendia baterias furtadas de torres de celular foi preso em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, durante uma ação contra uma quadrilha especializada no furto e revenda de baterias estacionárias, também conhecidas como baterias de ciclo profundo, deflagrada na tarde desta terça-feira (27). 

De acordo com a Polícia Civil, a investigação que levou até os suspeitos iniciou depois que câmeras de segurança registraram um furto em uma torre de telefonia da cidade. Nas imagens, dois homens chegam em um veículo e enquanto um deles aguarda no volante, o outro desce vestindo um colete de uma empresa de celular para, na sequência, carregar o veículo com as baterias

Ainda durante a apuração do crime, os investigadores encontraram seis baterias furtadas sendo vendidas por meio de uma rede social. No anúncio, os produtos que costumam custar em média R$ 800 eram oferecidos por R$ 350. Foi por meio dessa publicação que a polícia chegou até o comércio suspeito nesta terça-feira. No entanto, o dono do estabelecimento conseguiu fugir e apenas o funcionário foi detido. 

Conforme o delegado Rinaldo Ivanik, que cuida do caso, os homens que aparecem nas imagens das câmeras de monitoramento não são os dois suspeitos já identificados na loja. A investigação continua para descobrir a identidade dos outros envolvidos no crime.

Assista na reportagem de Lúcio André:

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.