Segurança

Ex-tenente condenado é linchado por populares após agredir mulher, em Curitiba

Ex-PM foi levado para hospital e segue com escolta até receber alta

Guilherme
Guilherme Becker / Editor com informações de Marcelo Borges da RIC Record TV
Ex-tenente condenado é linchado por populares após agredir mulher, em Curitiba
(FOTO: PAULO FISCHER/ RIC RECORD TV)

8 de março de 2021 - 09:26 - Atualizado em 8 de março de 2021 - 09:26

Um ex-tenente da Polícia Militar (PM), que chegou a ser condenado a 15 anos de prisão em regime fechado pela morte de um major da corporação, foi linchado na madrugada desta segunda-feira (8) após ser flagrado batendo em uma mulher. O caso foi registrado no bairro Orleans, em Curitiba, e, para escapar dos populares, o suspeito pulou o muro do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) e pediu ajuda.

Uma ambulância do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) foi até o local e o homem foi encaminhado ao Hospital Universitário Evangélico Mackenzie. A mulher e duas testemunhas foram levadas para a Delegacia da Mulher para prestar depoimentos.

Já o suspeito segue hospitalizado com escolta. Assim que receber alta, o ex-tenente será levado para prestar depoimento na delegacia.

Crime em 2005

O ex-tenente foi condenado em 2018 por homicídio qualificado. O júri popular foi realizado no dia 24 de maio e julgou o crime cometido em 2005. Na ocasião, o homem foi apontado como autor dos disparos que mataram o major e comandante do 13º Batalhão da Polícia Militar, Pedro Plocharski.

O militar foi alvejado no momento que seguia para casa. Mais de 20 cartuchos de metralhadora foram encontrados no local.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.