Segurança

Ex-policial acusado de estuprar e matar Renata Larissa vai a júri popular em agosto

O julgamento acontece cerca de três anos após o crime e Peterson está sendo acusado de feminicídio

Daniela
Daniela Borsuk com informações da repórter Adriana Lopes, RIC Record TV Curitiba
Ex-policial acusado de estuprar e matar Renata Larissa vai a júri popular em agosto
(Foto: Reprodução/ Redes Sociais)

14 de julho de 2021 - 14:55 - Atualizado em 14 de julho de 2021 - 14:55

Está marcado para o dia 8 de agosto o júri popular do ex-policial Peterson Cordeiro da Mota, acusado de matar Renata Larissa dos Santos. A jovem de 22 anos desapareceu no dia 27 de maio de 2018 e o corpo da vítima só foi encontrado mais de dois meses depois, em um matagal às margens da BR-376, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, no dia 1º de agosto de 2018.

O julgamento acontece cerca de três anos após o crime e Peterson está sendo acusado de feminicídio. Após a divulgação do assassinato de Renata Larissa, mais de 10 mulheres denunciaram o ex-policial por estupro. O suspeito, na época com 30 anos, conhecia as vítimas através de aplicativos de relacionamento, marcava encontros e cometia os abusos sexuais.

Peterson foi preso em agosto de 2018. Durante as investigações, a Polícia Civil encontrou, no celular do acusado, fotos e vídeos de Renata Larissa sendo estuprada. A jovem estava nua e amarrada com as mãos para trás.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.