Segurança

Estudante de medicina é assassinada durante encontro com ‘sugar daddy’

O homem já havia cumprido pena de 12 anos por matar a esposa e enterrar o corpo dentro do quarto do casal

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações do R7
Estudante de medicina é assassinada durante encontro com ‘sugar daddy’
Foto: Reprodução/Record TV

13 de abril de 2021 - 17:07 - Atualizado em 13 de abril de 2021 - 17:11

Uma estudante de medicina foi assassinada durante um encontro com um homem que havia se oferecido para ser uma espécie de sugar daddy e pagar sua faculdade em troca de relações sexuais. 

Brasileira, Gabriela Silva, de 20 anos, fazia faculdade de medicina no Uruguai. Ela chegou a Uberlândia, Minas Gerais, em março acompanhada por uma amiga, com o objetivo de conseguir dinheiro para estudar

Logo ela conheceu José Hamilton de Jesus, de 43 anos, e ele alugou uma casa para as duas viverem em Uberlândia. Os dois primeiros encontros entre o homem e a jovem foram bem sucedidos até que no último sábado, (10) o pior aconteceu. De acordo com a polícia, no dia do terceiro e último encontro, José buscou Gabriela em Uberlândia e seguiu com a jovem até sua residência em Araguari. 

O homem matou a estudante de medicina com um tiro na cabeça. (Foto: Reprodução/R7)

Antes de ser morta, a estudante de medicina chegou conversar com a amiga por aplicativo de mensagem e declarar que estava com medo de José. Segundo Gabriela, ele começou a contar que um homem havia matado uma garota de programa, o que chamou sua atenção. Assustada, ela pediu que a jovem mandasse mensagens de uma em uma hora para saber se estava tudo bem. 

No entanto, após ter avisado a amiga que iria dormir e mandar a localização da casa, Gabriela não respondeu mais. Diante da atitude suspeita, a amiga acionou a polícia já na madrugada de domingo. 

Corpo de estudante no quintal

Quando os policiais invadiram a residência do suspeito, logo sentiram um cheiro forte de produtos de limpeza e avistaram uma pá e uma enxada com indícios de terem sido usadas recentemente. Durante a revista, eles ainda perceberam que a terra de um canil que ficava no quintal estava revirada e foi lá que encontraram a estudante de medicina enterrada. Gabriela foi assassinada com um tiro na cabeça.

José foi localizado no mesmo dia em um bairro próximo da residência e foi ferido durante confronto com a polícia. Ele chegou a ser levado para um hospital, mas não resistiu. Junto com ele foram encontradas  três armas, munições e mais de R$ 6 mil em espécie. 

Esposa assassinada

Ainda conforme a polícia, José já havia cumprido 12 anos de prisão pelo assassinato de sua esposa. O crime ocorreu em 2006. Na época, ele matou a companheira a facadas e enterrou o corpo dentro do quarto do casal, embaixo da cama.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.