Segurança

“Estamos sem chão”, diz pai de adolescente de 13 anos estuprada em Antonina

O homem chegou a voltar até a casa da família da vítima, pegar os seus pertences e dizer que não havia feito nada. Ele foi preso em flagrante enquanto tentava sair de Antonina

Daniela
Daniela Borsuk com Thais Travençoli | RIC Record TV
“Estamos sem chão”, diz pai de adolescente de 13 anos estuprada em Antonina
(Foto: Reprodução/ RIC Record TV)

17 de fevereiro de 2021 - 13:25 - Atualizado em 17 de fevereiro de 2021 - 13:25

Um homem, de 42 anos, foi preso em flagrante em Antonina, no Litoral do Paraná, suspeito de estuprar uma adolescente de 13 anos. O caso aconteceu no último domingo (14) e, nesta quarta-feira (17), o pai da vítima deu entrevista para a equipe da RIC Record TV e falou sobre o caso. 

O suspeito, que segue preso, é primo da avó da adolescente. Morador de Curitiba, ele estava na casa da família da vítima junto com a namorada, em uma confraternização. No domingo, ele levou a adolescente e outras crianças para passear em Ponta da Pita e foi lá que cometeu o crime, em meio às pedras. 

Após o estupro, a adolescente fugiu e recebeu a ajuda de um casal que passava pela região. Eles a levaram de táxi até a casa da outra avó para relatar o que tinha acontecido. Neste tempo, o suspeito mandou áudios para a família da garota dizendo que ela havia sumido depois de sair para ir ao banheiro. 

[Alerta: o relato do pai da vítima pode ser gatilho para vítimas de abuso sexual]. 

O pai da vítima, que não será nomeado para preservar a identidade da adolescente, relatou como foi o encontro com a filha após o abuso sexual. 

“Ela estava muito nervosa, agitada, só olhava pra mim e chorava. Ela dizia ‘pai, não tive culpa’”. A adolescente ainda contou para a família que teve medo de morrer e que foi encurralada pelo homem. “Antes de ele cometer o abuso, ele pegou ela no colo, rodeou ela umas quatro, cinco vezes, em meio àquelas pedras…ela ficou com muito medo […] ela tava com muito medo de ele jogar ela nas pedras e matar ela ali”, disse o pai. 

O homem chegou a voltar até a casa da família da vítima, pegar os seus pertences e dizer que não havia feito nada. Ele foi preso em flagrante enquanto tentava sair de Antonina. Para a adolescente, o suspeito pediu que ela não contasse sobre o crime pois a família dela o adorava.

“Estamos sem chão. Ele ganhou toda a nossa confiança, jamais íamos esperar um negócio desses”, contou o pai da menina. “Isso aí não tem perdão, o que eu quero mesmo é Justiça”, finalizou. 

Exames médicos já foram realizados e comprovaram que a vítima foi estuprada. 

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.