Segurança

Em emboscada, jovem é encurralado por pelo menos 4 atiradores e executado na frente da esposa e da filha bebê

Foram pelo menos 20 disparos contra o carro e contra a vítima, que foi atingida. A mulher e a criança saíram ilesas

Daniela
Daniela Borsuk com informações de Tiago Silva, da RIC Record TV Curitiba
Em emboscada, jovem é encurralado por pelo menos 4 atiradores e executado na frente da esposa e da filha bebê
(Foto: Tiago Silva/ RIC Record TV)

14 de setembro de 2021 - 13:28 - Atualizado em 14 de setembro de 2021 - 13:28

Rafael Victor, de 22 anos, foi assassinado a tiros na frente da esposa e da filha, uma criança de dois anos, na manhã desta terça-feira (14), por volta das 8h. A situação aconteceu na Rua Sérgio Dudeck, no bairro Prado Velho, na região da Vila Torres, em Curitiba. Foram pelo menos 20 disparos contra o carro e contra a vítima, que foi atingida. A mulher e a criança saíram ilesas.

De acordo com a apuração da equipe da RIC Record TV Curitiba, a esposa de Rafael contou que percebeu um homem enrolado em um cobertor quando o casal e a criança saíram da residência em direção ao carro. No trajeto da casa ao veículo, o suspeito jogou o cobertor e sacou uma arma, disparando diversas vezes em direção à vítima, que ainda tentou correr, sem sucesso.

“O atirador era provavelmente alguém que já sabia da rotina dele. Ele chegou para buscar a esposa para levar ao trabalho, que era uma rotina que ele tinha toda manhã. Assim que ele, a esposa e o filha entraram no carro, havia uma pessoa com um cobertor parada em frente da casa, provavelmente ‘campanando’ a chegada desta vítima, a pessoa tirou o cobertor e começou a efetuar disparos. Pediu para a esposa e a filha se retirarem e começou a efetuar disparos contra a vítima”.

disse a delegada Camila Cecconello.

Ao mesmo tempo, um outro carro – ocupado com pelo menos quatro suspeitos – chegou e parou ao lado do veículo da vítima, também efetuando disparos. “Foram muitos tiros, vários disparos, quatro ou cinco pessoas disparando, então graças a Deus [os tiros] não pegaram na mulher e na criança”, descreveu a delegada.

A vítima tinha passagens pela polícia por roubo, posse de drogas e porte de arma de fogo. A Polícia Civil investiga o caso.