Segurança

Duas semanas após sair de centro socioeducacional, jovem é executado com 13 tiros em estrada rural

Jovem estava detido no centro socioeducacional pelos crimes de homicídio e roubo. Suspeita é que tenha sido um acerto de contas.

Wilame
Wilame Prado / Repórter
Duas semanas após sair de centro socioeducacional, jovem é executado com 13 tiros em estrada rural
Jovem não conseguiu se livrar de tocaia em estrada rural e foi morto com 13 tiros em Sarandi. (FOTO: RIC Record TV)

26 de abril de 2021 - 10:17 - Atualizado em 26 de abril de 2021 - 10:17

Paulo Macole Nascimento da Silva completou 18 anos recentemente e, há duas semanas, foi liberado do Centro Socieducacional de Sarandi, região metropolitana de Maringá. Mas, ao ganhar a liberdade, o presente foi o pior possível: ele foi executado com 13 tiros no último sábado (24), em uma estrada rural de Sarandi.

O caso foi atendido pela Polícia Militar, Guarda Municipal e pela Polícia Civil, que investiga o caso e diz provavelmente se tratar de um acerto de contas envolvendo a guerra do tráfico de drogas que existe em Sarandi. Na cena do crime, tudo levar a crer que os inimigos de Silva armaram uma tocaia para que ele não conseguisse se livrar da execução.

“O jovem tinha acabado de sair do Centro de Socioeducação, onde cumpria medida socioeducativa por homicídio e roubo“, revela o delegado.

População assustada

Em menos de duas semanas, um outro jovem também foi executado dessa forma em Sarandi.

Os crimes brutais estão assustando os moradores de Sarandi, mas o delegado Adriano Garcia explica que a população, por medo, tem preferido ficar em silêncio. “A denúncia anônima ajuda muito a polícia a desvendar esse tipo de crime”, diz o delegado.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.