Segurança

Dono de bar de Curitiba envolvido em Swing volta às redes e pede desculpas: “não sou ruim ou insensível”

A partir de agora Keiji reafirma que os cuidados no estabelecimento serão triplicados e se coloca a disposição para ajudar alguma instituição no combate ao coronavírus

Renata
Renata Nicolli Nasrala / Editora
Dono de bar de Curitiba envolvido em Swing volta às redes e pede desculpas: “não sou ruim ou insensível”

26 de janeiro de 2021 - 12:12 - Atualizado em 27 de janeiro de 2021 - 14:04

Após um bar de Curitiba viralizar ao fazer uma festa de swing em meio a pandemia da covid-19, o proprietário do estabelecimento se manifestou nas redes sociais novamente nesta terça-feira (26), após o primeiro comunicado emitido na noite de segunda-feira (25) dividir a opinião dos internautas.

Dono de bar de Curitiba envolvido em Swing faz novo pronunciamento

Em seu novo pronunciamento Keiji pediu desculpas e afirmou estar arrependido e recebendo ameaças.

“A postagem de ontem foi pra realmente assumir o meu erro, pq todos precisavam de um posicionamento e não há muito o que explicar, as conclusões e interpretações já foram tomadas antes mesmo que eu pudesse dizer algo ou me defender”, começou.

De acordo com o proprietário, ele não é uma pessoa ruim ou insensível e sabe assumir que errou e foi irresponsável, e aproveitou ainda pra ressaltar que as fotos divulgadas não são atuais.

Bar de Curitiba festa de swing

“Estou disposto a me comprometer e aprender com o episódio e dizer veementemente que ele nunca mais irá se repetir. Tenho muito carinho e amor por todos meus clientes. Sei que minha atitude decepcionou muitas pessoas que gostam e admiram o meu trabalho, estou aqui para me desculpar verdadeiramente. Apesar de sempre tomar cuidado com limpeza e protocolos de higiene e segurança estou , procurando uma empresa profissional de desinfecção para que não restem dúvidas sobre a nossa preocupação e zelo para com o hyotan e tudo que o envolve”, disse.

A partir de agora Keiji reafirma que os cuidados no estabelecimento serão triplicados e se coloca a disposição para ajudar alguma instituição no combate ao coronavírus.

“Virei meme, assunto mais falado em twiter. Não queremos fazer parte do problema, e sim de solução. Por isso como forma de reparação e de desculpas (SIM ESTOU PEDINDO DESCULPAS) vou fazer uma doação de parte do lucro do novo item do cardápio (orgia gastronômica) para ajudar alguma instituição de combate da Covid. Peço perdão e me comprometo a aprender com o erro. Keiji”, finalizou o empresário.

Em apenas uma hora a publicação na página já ultrapassa 1.200 curtidas e 287 comentários.

“Keiji, pessoas baixa índole necessitam que vc se humilhe para isso. Independente do que vc fale ou faça, essas mesmas pessoas virão te criticar. Ninguém vai se lembrar que vc fechou as portas voluntariamente em março porque eles só querem ver a tristeza alheia. E acredite, passei uma madrugada ouvindo lorota de um monte de gente. Em terra de covid, quem tem empatia é rei. Força cara e lança ai esse gyosa que vou pedir com ctz!”, disse um internauta e cliente do estabelecimento.

“Desculpa era o mínimo né colega”, escreveu outro internauta.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.