Segurança

Dois confrontos ocorrem quase ao mesmo tempo em Pinhais

Em ambos os confrontos havia carros com alerta de furto e roubo. Os três veículos, interceptados nas duas situações, foram recuperados pele Bope e pela GM de Pinhais.

Giselle
Giselle Ulbrich e Tiago Silva
Dois confrontos ocorrem quase ao mesmo tempo em Pinhais
Foto: Tiago Silva

4 de maio de 2021 - 16:55 - Atualizado em 4 de maio de 2021 - 17:01

Dois confrontos entre agentes de segurança e criminosos, envolvendo três carros roubados, ocorreram quase ao mesmo tempo no município de Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, na manhã desta terça-feira (04). Eles aconteceram num intervalo de 15 minutos e numa distância que não passou de um quilômetro entre um e outro. Apesar das coincidências, aparentemente os casos não estão relacionados e tratou-se de coincidência.

O primeiro caso ocorreu às 11h15 muito perto da divisa entre Curitiba e Pinhais. Guardas municipais de Pinhais se depararam com um Fiat Uno, com alerta de furto, circulando pela cidade. Logo perceberam que havia um Gol branco junto, carro que também tinha alerta de furto.

Quando os guardas foram abordar o motorista do Uno, o suspeito acelerou em direção à divisa com Curitiba. Porém antes mesmo da divisa ele abandonou o automóvel, correu a pé em direção ao rio que divide as cidades e entrou no matagal à beira da água. Porém ele se deparou com os guardas municipais, que já estavam do outro lado da divisa, na Rua Santa Lúcia, bairro Cajuru, em Curitiba, aguardando ele atravessar. O suspeito atirou nos guardas e, no revide, foi morto.

O outro carro, o Gol branco, foi abandonado numa esquina no bairro Cajuru, ali bem perto do local do confronto. O suspeito que dirigia o Gol fugiu e não foi mais localizado. O Gol tinha sido furtado no dia 23 de abril no bairro Cajuru, em Curitiba, e já estava circulando com a placa clonada. O Uno foi furtado nesta terça-feira mesmo, na Rua 25 de Agosto, centro de Pinhais.

Ambos os veículos foram recolhidos e entregue no 6.º Distrito Policial, em Curitiba, pelo fato do óbito do suspeito já ter ocorrido do lado do rio que já é jurisdição da capital.

Duster

O outro caso ocorreu às 11h30 na Rua Rio Ivaí, também no bairro Weissópolis, em Pinhais, a menos de um quilômetro de onde o outro confronto tinha acabado de acontecer.

Os policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), da Polícia Militar, estavam rastreando uma Renault Duster, carro que foi roubado no dia 28 de abril em Curitiba. O carro tinha sistema de monitoramento e os policiais foram atrás do automóvel, quando receberam a localização dele circulando pela região.

Assim que tentaram interceptar o veículo, o motorista suspeito acelerou e atirou contra os policiais. Houve revide e ele morreu no confronto, ao volante da Duster.

Como o confronto ocorreu em Pinhais, primeiro o caso será levado à delegacia da cidade, para depois fazer os devidos encaminhamentos à Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV), em Curitiba, onde há o registro do roubo da Duster.

Nenhum dos mortos em confrontos tinha sido identificado, até a tarde desta terça-feira. Apesar das coincidências de locais, horário e do envolvimento de carros roubados, a polícia ainda não tem indícios de que os casos estivessem relacionados.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.