Segurança

Dedetização provoca falso alarme de incêndio na UEM

Um falso alarme de incêndio fez com que o Corpo de Bombeiros de Maringá se deslocassem até um dos blocos da UEM

Gabriel
Gabriel Trevisan
Dedetização provoca falso alarme de incêndio na UEM
Foto: Fábio Guillen/ GMC

30 de outubro de 2020 - 18:00 - Atualizado em 30 de outubro de 2020 - 18:00

Na tarde desta sexta-feira (30), um trabalho de dedetização no campus da Universidade Estadual de Maringá (UEM) provocou um alarme falso de incêndio. O Corpo de Bombeiros foi acionado por estudantes, que moram ao redor da universidade, avisando que havia muita fumaça saindo de um dos blocos da instituição.

Os bombeiros chegaram a fazer uma varredura no bloco 19, do departamento de Engenharia Química, mas não encontraram nenhum foco de incêndio.

Segundo a assessoria da instituição, uma empresa realmente foi contratada pela universidade para fazer a dedetização do prédio, mas em nenhum momento a UEM foi comunicada de que o trabalho faria tanta fumaça.

trabalho de dedetização no campus da Universidade Estadual de Maringá (UEM) gerou um alarme falso de incêndio para os bombeiros na tarde desta sexta-feira (30).

Estudantes ligaram para o Corpo de Bombeiros avisando que havia muita fumaça saindo do bloco 19, do departamento de Engenharia Química.

Os bombeiros fizeram uma varredura no prédio e, apesar da grande quantidade de fumaça, não havia incêndio. Uma empresa contratada pela UEM fez a dedetização do prédio e não comunicou os servidores que faria muita fumaça.

O Corpo de Bombeiros recomendam que as empresas que forem fazer esse tipo de serviço devem avisar a corporação pelo telefone 193, evitando um alarme falso de incêndio.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.