Segurança

Danoso à saúde e ilegal, melzinho do amor é vendido em Maringá

Famoso em festas clandestinas e inspiração para letras de funk, melzinho do amor contém substância de remédio vendido para quem sofre de disfunção erétil

Wilame
Wilame Prado / Repórter com informações do R7
Danoso à saúde e ilegal, melzinho do amor é vendido em Maringá
Jovens aderem ao melzinhoo do amor, produto perigoso à saúde. (FOTO: Divulgação)

5 de junho de 2021 - 10:39 - Atualizado em 5 de junho de 2021 - 10:40

Destaque em reportagem recente no Domingo Espetacular, da TV Record, o chamado melzinho do amor (produto considerado ilegal, pois não tem aprovação de órgão fiscalizador) está fazendo sucesso em Maringá, com venda em tabacarias e em uma conta de Instagram aberta com o único propósito de anunciar a disponibilidade do produto na cidade.  

Considerado afrodisíaco, usuários revelam que o melzinho do amor estimula reações eróticas na relação sexual. Contudo, a pedido da produção do Domingo Espetacular, a análise desse melzinho em laboratório comprovou a presença de uma substância chamada sildenafil, o mesmo componente usado em dos mais poderosos remédios para disfunção erétil

As análises mostraram ainda que uma única embalagem do mel pode conter o dobro da dosagem de um comprimido do medicamento, o que pode representar grande perigo para a saúde, especialmente para quem tem algum tipo de comorbidade.

Para a reportagem do Domingo Espetacular, a perita farmacêutica Paula Carpes Victório disse que, em análise laboratorial, foi detectado que havia um componente não informado no rótulo do melzinho do amor e que deve haver cautela no uso, já que se trata de componente utilizado em medicamento vasodilatador e que só é vendido com prescrição médica

Venda do melzinho em Maringá

Em uma página de Instagram destinada apenas para a venda do melzinho do amor em Maringá, stories apresentam uma espécie de bula do produto, recomendando ingerir o melzinho do amor duas horas antes da relação sexual e tomar bastante água após o uso. Ainda de acordo com o stories, cada sachê do melzinho do amor tem eficácia de 48 horas. 

A página ainda explica haver contraindicações para o melzinho do amor. Conforme o storie, o produto não é indicado para quem tem insuficiência renal ou problema de coração, como hipertensão crônica. O melzinho do amor, diz a página, não é indicado para crianças e nem para mulheres grávidas.

A reportagem do portal RIC Mais solicitou entrevista aos proprietários da página no Instagram que vende o melzinho do amor, mas não obteve retorno.

Melzinho faz sucesso no funk

A reportagem do Domingo Espetacular mostrou que o melzinho do amor tem sido cada vez mais comum em festas clandestinas e bailes funks que são organizados ilegalmente durante a pandemia. 

Na Mansão do Funk, no litoral paulista, a reportagem do Domingo Espetacular conversou com jovens que falam abertamente sobre o uso do melzinho do amor, que inclusive já virou inspiração para letra de música.

O produto geralmente é comercializado com caixas contendo doze unidades. O melzinho do amor é mais comumente encontrado em tabacarias e redes de conveniência, conforme relataram jovens entrevistados pelo Domingo Espetacular. O preço varia de R$ 20 a R$ 80 cada.

“É um mel árabe, porque lá fora eles têm bastante mulheres e têm que dar conta de todas”, disse Raul Dias Guerreiro, um dos entrevistados da reportagem do Domingo Espetacular. De acordo com a embalagem, o produto é importado da Malásia

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.