Segurança

Criança que engoliu brinco passou por quatro hospitais para conseguir cirurgia

Família passou por hospitais de pelo menos três cidades antes de descobrirem o brinco enroscado na garganta, que foi retirado no Hospital Universitário de Maringá.

Wilame
Wilame Prado / Repórter
Criança que engoliu brinco passou por quatro hospitais para conseguir cirurgia
Avó e a pequena Sophia mostrando o brinco que permaneceu mais de 20 horas na garganta da garotinha (Foto: Arquivo pessoal)

28 de abril de 2021 - 13:33 - Atualizado em 29 de abril de 2021 - 10:04

A família da pequena Sophia, que acabou engolindo um brinco que estava perdido da avó, passou por uma verdadeira saga na luta pela vida da criança ao procurar atendimento em quatro hospitais até conseguir uma cirurgia. A menina, de dois anos, moradora de Paraíso do Norte, na região Noroeste do Estado, ficou por várias horas com o brinco enroscado na garganta. Na manhã desta quarta-feira (28), a avó de Sophia, Luciana Pereira, de 44 anos, deu entrevista para a RIC Record TV e contou como tudo aconteceu.

Luciana revelou que notaram a criança já com falta de ar por volta das 19h30 de segunda-feira (26). Depois disso, ela realizou procedimento de primeiros socorros para desobstruir a garganta, ainda sem saber que a neta tinha engolido um brinco.

Mesmo assim, a menina aparentava estar passando mal. Foi quando a família iniciou uma corrida contra o tempo para salvar a criança. Passaram por hospitais de Paraíso do Norte, São Carlos do Ivaí e finalmente Paranavaí, onde um raio-x detectou o objeto estranho na região do esôfago.

“No começo, pensaram que seria o zíper da blusa, mas só depois percebemos se tratar de um brinco meu que estava perdido”, disse Luciana.

Como a cirurgia de endoscopia digestiva não era realizada em Paranavaí, a emergência deslocou a pequena paciente para o Hospital Universitário de Maringá, onde o médico gastroenterologista Matheus Castilho foi iniciar o procedimento cirúrgico já por volta das 5h da manhã de terça-feira (27).

Depois do susto, a pequena Sophia só quer brincar dentro de casa e passa muito bem. E a avó Luciana, que é quem cuida da menina como se fosse mãe, disse que fará questão de guardar o brinco e também o exame de raio-x para mostrar para Sophia quando ela crescer. “Ela renasceu para nós, agora é só agradecer a Deus”.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.