Segurança

Criança de cinco anos foi baleada na cabeça por vingança, em São José dos Pinhais

Os criminosos tentaram matar a família toda; o pai morreu, enquanto mãe e o filho permanecem internados

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com reportagem de Lúcio André da RIC Record TV, Curitiba
Criança de cinco anos foi baleada na cabeça por vingança, em São José dos Pinhais
Foto: Reprodução/RIC Record TV

15 de fevereiro de 2021 - 19:14 - Atualizado em 15 de fevereiro de 2021 - 20:33

Uma criança de cinco anos que foi baleada na cabeça na tarde do último sábado (13) em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, permanece internada em estado grave. 

Os familiares de Lucas Garcia Leal dos Santos Diniz, de 30 anos, foram atacados pelos bandidos quando estavam na residência em que vivem na Rua Jânio Quadros, no bairro Ipê.

De acordo com as investigações, quatro pessoas, três homens e uma mulher, invadiram a casa e perguntaram por Lucas. No entanto, ao serem informados de que ele não estava, um criminoso atirou na cabeça do menino, enquanto outro disparou contra o ombro da mãe da criança. Na sequência, quando os atiradores deixavam a residência, eles se depararam com Lucas que estava chegando. Ele foi executado com diversos tiros e morreu no meio da rua. 

Segundo a Polícia Civil, o Lucas já possuía diversas passagens pelo crime de tráfico de drogas e chegou a ser preso, por pelo menos, duas vezes. O delegado Fábio Machado dos Santos explica que a tentativa de dizimar a família foi motivada por um acerto de contas ligado a guerra pela comercialização de drogas.

“O motivo seria o envolvimento das vítimas em um outro crime, um outro homicídio numa guerra de tráfico de drogas”, pontua Santos.

Até o momento, ninguém foi preso, mas o delegado afirma que a polícia já tem os nomes de alguns envolvidos no crime.

Mãe e filho seguem internados em um hospital de Curitiba e correm risco de morte.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.