Segurança

Copel nega ser responsável por incêndio em shopping de Maringá

Para a Companhia Paranaense de Energia (Copel), incêndio em shopping de Maringá não tem relação com circuito elétrico administrado pela empresa

Gabriel
Gabriel Trevisan
Copel nega ser responsável por incêndio em shopping de Maringá
Foto: Corpo de Bombeiros

30 de outubro de 2020 - 09:59 - Atualizado em 30 de outubro de 2020 - 10:01

A Companhia Paranaense de Energia (Copel) negou, por meio de nota, ser a responsável pelo o incêndio que destruiu parte do shopping atacadista Avenida Fashion, em agosto deste ano em Maringá.

Ao longo das investigações, câmeras de segurança flagraram explosões na rede elétrica, que supostamente teriam sido causadas por um desligamento de energia da Copel na região.

Em depoimento ao delegado que investiga o caso, uma engenheira da companhia de energia disse que os clarões registrados pela câmeras ocorreram em um circuito sem relação com a alimentação do prédio do shopping.

A Copel disse ainda por meio de nota que não houve qualquer dano na rede elétrica da Companhia, nas cabines de média tensão do shopping, ou em qualquer outro imóvel atendido pelo mesmo alimentador de distribuição.

A empresa ainda pontua não ser a responsável pela totalidade do sistema de alimentação que atendia o imóvel e se prontificou em construir com a investigação e elucidação dos fatos.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.