Segurança

Contador estaciona em vaga de idoso e é preso na frente da filha; carro tinha R$ 32 mil em multas e 192 infrações

Laelso reconhece que carro estava cheio de débitos, mas reclama que não havia necessidade dos policiais agirem daquela forma, na frente de sua filha.

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações de William Bittar
Contador estaciona em vaga de idoso e é preso na frente da filha; carro tinha R$ 32 mil em multas e 192 infrações

25 de março de 2021 - 21:21 - Atualizado em 25 de março de 2021 - 21:22

Resumo da matéria

  • Contador parou na frente de agencia bancária, em vaga de idoso, e diz que acabou algemado por isto.
  • Tudo ocorreu na frente da filha do contador, que gritava achando que seu pai estava sendo morto
  • PM alega que história não é bem essa: diz que contador pegou a chave de seu carro de volta, à força, de dentro da viatura.
  • PM abordou Laelso porque verificou carro com R$ 32 mil em multas, 192 infrações e documentação atrasada há seis anos

O contador Laelso Tomas dos Santos, de 41 anos, foi algemado e contido por policiais militares na frente da filha de seis anos, na manhã de terça-feira (25), em Curitiba. O motivo? Só porque estacionou seu carro numa vaga de idoso. Por outro lado, policiais militares verificaram que o carro já tinha, além da documentação atrasada, quase 200 infrações de trânsito e mais de R$ 32 mil em multas.

Laelso contou ao repórter Wiliam Bittar, da RIC Record TV, que estava levando a filha numa consulta médica. Parou na frente de um banco, na Rua João Bettega, no Portão, para sacar dinheiro, porque a clínica só aceitava pagamento da consulta em dinheiro. Reconhece que não poderia usar a vaga, mas como estava com uma criança no carro, o saque era urgente e o estacionamento estava bem vazio, parou bem na frente da agência.

Ele diz que tão logo voltou para o carro, já foi algemado. Ele reconhece que o carro está com a documentação em atraso e que, se os policiais quisessem levar, poderiam. Ele só precisaria tirar a criança e pegar o celular, para ligar para a esposa. Mas afirma que os policiais não deram ouvidos ao pedido.

Por isto Laelso se deseprou, até tentou pedir ajuda a um motorista parado no semáforo. Mas levou uma chave de braço e foi levado ao chão pelos policiais, que o algemaram. “Não precisava isso. Eu não ia fugir. Tanto é que entrei no carro pra tirar minha filha pela porta do passageiro. Quem quer fugir não entra por esse lado do carro”, disse o contador.

A criança, que assistiu a tudo, gritou muito, desesperada, pensando que os policiais estavam matando seu pai. Os gritos da menina chamaram atenção de muita gente. Algumas filmaram o ocorrido. Porém, mesmo com a filmagem, a Polícia Militar afirma que a história não é bem essa contada por Laelso.

As filmagens, diz uma representante do 13.º Batalhão da PM, iniciaram após a abordagem policial. Por isto, é impossível afirmar que a abordagem ocorreu ou não de forma correta. “O Laelso foi até a viatura policial e tomou à força de volta a chave e o documento do seu veículo e foi até o carro, provavelmente no intuito de fugir“, afirma a porta voz da PM. Por conta disso é que os policiais seguraram e algemaram o contador.

A porta-voz ainda revelou que os policiais consultaram a situação do veículo e constataram que o carro tem seis anos de documentação atrasada, além de R$ 32 mil em multas. São 192 infrações de trânsito já impostas ao veículo e mais 12 em fase recursal.

Assista à reportagem completa, feita pelo jornalista William Bittar, e tire as suas conclusões:

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.