Segurança

Cinco pessoas, três da mesma família, são denunciadas por assassinato de agricultor em Matelândia

O homicídio foi planejado para que criminosos ficassem com patrimônio da vítima, avaliado em R$ 1 milhão.

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações do MPPR
Cinco pessoas, três da mesma família, são denunciadas por assassinato de agricultor em Matelândia
Foto: Plantão Maringá

18 de fevereiro de 2021 - 22:00 - Atualizado em 18 de fevereiro de 2021 - 22:00

Em Matelândia, no Oeste do estado, o Ministério Público do Paraná, a partir da Promotoria de Justiça da comarca, denunciou cinco pessoas por homicídio duplamente qualificado e outros crimes pela morte de um agricultor em outubro do ano passado, em um sítio na Vila Esmeralda, zona rural do município. Entre os réus estão a ex-mulher, um filho e a nora da vítima.

Conforme a denúncia, a ex-esposa, o filho e sua mulher planejaram o homicídio, além de convencerem outra filha da vítima, menor de 18 anos, a ajudar na empreitada criminosa. Eles contrataram dois homens, irmão e primo da nora, para executar o agricultor, mediante a promessa de recompensa de R$ 50 mil.

A ação foi movida pelo interesse dos mandantes no patrimônio da vítima, avaliado em R$ 1 milhão, entre automóveis, imóveis e atividades agrícolas. Além disso, a ex-mulher e os dois filhos constavam como beneficiários de seguros de vida realizados pelo agricultor.

Presos

De acordo com o MPPR, corrompida pela mãe, o irmão e a cunhada, dias antes do crime, a adolescente teria desligado o sistema de monitoramento de câmeras da propriedade. Na noite de 17 de outubro de 2020, o filho do empresário levou os dois matadores ao sítio. Por volta das 23 horas, quando chegava no local, o homem foi executado com quatro tiros, sem possibilidade de defesa. Orientados pelos demais denunciados, os executores do homicídio fugiram no carro da vítima e depois atearam fogo no veículo.

A ex-mulher, o filho e a nora foram denunciados por homicídio qualificado, corrupção de menores e dano qualificado. Os outros dois são acusados de homicídio qualificado e dano qualificado. Os cinco denunciados encontram-se presos, após operação da Polícia Civil, realizada para auxiliar na elucidação do crime.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.