Segurança

Velocímetro de carro que bateu em biarticulado travou em mais de 100 Km/h

O grave acidente ocorreu na canaleta exclusiva para ônibus do transporte coletivo e veículos de emergência; um jovem de 23 anos morreu

Caroline
Caroline Berticelli / Editora
Velocímetro de carro que bateu em biarticulado travou em mais de 100 Km/h
Foto: Reprodução/RIC Record TV

9 de outubro de 2020 - 15:23 - Atualizado em 9 de outubro de 2020 - 15:27

O carro que bateu contra um ônibus biarticulado na madrugada desta sexta-feira (9), no bairro Alto Boqueirão, em Curitiba, além de estar trafegando na canaleta exclusiva para veículos de transporte coletivo e de emergência também estava acima da velocidade permitida na via. 

“Foi um acidente grave, o velocímetro da Palio Weekend travou em mais de 100 Km/h, tinha forte odor etílico no interior do veículo. Assim como dois dos passageiros que foram conduzidos até a delegacia também apresentavam sinais visíveis de embriaguez”, explicou o delegado Leonardo Carneiro Bueno, da Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran). 

Ainda conforme o delegado, o motorista do ônibus declarou que estava parado no cruzamento das ruas Wilson Dacheux Pereira e Pastor Antônio Pólito quando percebeu o impacto. 

“Segundo ele nos relatou, ele estava parado no semáforo vermelho quando sentiu uma pancada no veículo e foi verificar, e essa Palio Weekend tinha colidido na traseira. Ela tinha cinco ocupantes, infelizmente, o motorista acabou entrando em óbito no local’, completou Bueno. 

Vítimas do acidente entre carro e biarticulado 

Gabriel Pontes Rufino, de 23 anos, que conduzia o veículo de pequeno porte morreu na hora, outro dois ocupantes precisaram ser encaminhados para um hospital, enquanto um casal que não sofreu ferimentos foi conduzido à delegacia para prestar depoimento. No entanto, ambos passaram mal e também precisaram ser encaminhados para atendimento médico. 

“Eles vieram até a delegacia para prestar depoimento, no entanto, começaram a se sentir mal, motivo pelo qual tiveram que ser encaminhados até um hospital para atendimento médico”, disse o delegado. 

A Dedetran conduzirá a investigação sobre o acidente com o biarticulado.