Segurança

Cabeça decepada de animal é usada para ameaçar homem após fim de relacionamento

Traições, brigas e ameaças são os componentes da história; o carneiro teria sido usado para ilustrar o que seria feito com a vítima

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações de William Bittar, da RIC Record TV Curitiba
Cabeça decepada de animal é usada para ameaçar homem após fim de relacionamento
Foto: Reprodução/Grupo RIC

7 de julho de 2021 - 15:58 - Atualizado em 7 de julho de 2021 - 16:04

José Joel Fromohls procurou a RIC Record TV Curitiba para denunciar uma situação que começou com o fim de seu relacionamento de sete anos, em dezembro de 2020. Segundo seu relato, ele está sendo ameaçado de morte pelo atual namorado e pelo filho de sua ex-companheira

Para entender a história, é preciso retornar ao ano de 2013, quando José reencontrou uma antiga paixão. Na época, a mulher, que não será identificada, era casada, mas mesmo assim iniciou um novo romance. De acordo com José, logo, o marido da sua namorada passou a sofrer de Alzheimer e no período final da doença, ele foi viver na mesma casa em que os dois. 

“Eu comecei a frequentar a casa dela com o marido dela lá dentro, mas a consciência dele já estava bem debilitada. A gente assumiu o relacionamento como um casal apesar de ele estar lá. Eu ajudava ela a cuidar dele, ela cuidava dele o tempo todo, era remédio, banho, comida, essas coisas tudo. Ela sempre tratou ele muito bem, mas a gente tinha um relacionamento já como se fosse marido e mulher. Depois, quando ele ficou de cama mesmo e veio a falecer, eu passei a morar no apartamento durante quase quatro anos”,

explica José. 

O relacionamento entre José e sua companheira não teve problemas até o final do ano passado, quando os dois romperam e ele saiu de casa. Irritado por ter sido expulso e, conforme seu relato, traído, ele decidiu se vingar. Foi então que procurou o filho do ex-marido da mulher, contou tudo o que os dois haviam vivido com o idoso doente dentro de casa e denunciou que ela estava tentando vender um terreno que pertencia ao falecido, no bairro Santa Felicidade. 

A partir daí, o desentendimento entre os dois piorou e tanto o atual namorado da mulher, como um filho de seu primeiro casamento passaram a intervir na situação. Segundo José, eles arrombaram o portão de sua casa, invadiram o terreno e armados com um facão e com um cabo de vassoura partiram para cima dele. À RIC Record TV, ele disse ter certeza que só está vivo porque um vizinho ouviu barulho e gritou perguntando se estava tudo bem. 

“Meu vizinho gritou: ‘Zeca, o que está acontecendo?’. Eu disse: ‘Estão tentando me matar’. E nisso acho que eles se assustaram e falou: ‘Vamos embora’ e fugiram”,

conta. 

Mas José explica que esse foi só o começo das ameaças, a partir daí, eles passaram a mandar mensagens nas quais afirmavam que ele iria morrer e até foto da cabeça de um carneiro decepada foi usada para ilustrar o que seria feito com ele. 

“Eu não sei exatamente qual o intuito dessas mensagens. Mandaram ali a foto de uma cabeça de carneiro, dizendo: ‘Vou terminar o que eu comecei aquele dia’”,

disse José. 

O que diz a ex-companheira

A mulher chegou a marcar uma entrevista com o repórter William Bittar, mas desistiu em cima da hora. Por outro lado, o advogado Tiago Luiz Antonio conversou com a equipe. Ele explicou que não pode se pronunciar porque a tentativa de invasão na casa de José, assim como o pedido de medida protetiva que sua cliente fez contra o ex-companheiro estão em investigação. 

No entanto, o advogado declarou que a mulher tem medo de José e não vive mais em Curitiba por ele ser um homem agressivo. 

Assista à reportagem completa: 

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.