Segurança

“Brincando de babá”: mulher flagra vizinho pelado abusando de seu filho de 4 anos

Por confiar no homem, a mãe permitiu que o filho fosse até a residência do suspeito, mas entrou em desespero quando entrou na casa e flagrou o abuso

Daniela
Daniela Borsuk com Thais Travençoli | RIC Record TV
“Brincando de babá”: mulher flagra vizinho pelado abusando de seu filho de 4 anos
(Foto: Reprodução/ RIC Record TV)

26 de março de 2021 - 14:07 - Atualizado em 26 de março de 2021 - 14:07

Uma moradora do bairro Cajuru, em Curitiba, denunciou o vizinho, um homem de 50 anos, após ter flagrado o homem abusando sexualmente de seu filho, de quatro anos. O caso aconteceu no último domingo (21) e, nesta sexta-feira (26), a mulher conversou com a equipe do Programa Balanço Geral Curitiba, da RIC Record TV, e contou como tudo aconteceu.

De acordo com a mulher, ela estava em casa quando o homem apareceu no portão, oferecendo doces para o seu filho. O vizinho morava no bairro há cerca de um ano, em uma casa alugada, com a esposa, o filho e a nora. Por confiar no homem, a mãe permitiu que o filho fosse até a residência dele.

A mulher estranhou a demora do filho para voltar e resolveu ir até a casa do suspeito. Ao entrar, encontrou uma cena que não consegue esquecer: o homem e o filho estavam pelados na sala da residência e, segundo a mulher, o homem estaria cometendo o abuso no sofá.

“Ele sempre foi bonzinho, trabalhador, não era uma pessoa que demonstrava isso, nunca demonstrou isso”, disse a mulher em entrevista, muito abalada. Após o flagrante, a mãe registrou um boletim de ocorrência na Polícia Civil mas, quando a Polícia Militar foi até a casa para verificar a situação, o homem havia fugido com a família e não foi mais visto.

O menino contou para a mãe que aquela não teria sido a primeira vez que o vizinho teria “brincado de babá” com ele, como o homem chamava. “A mulher contou que notou uma mudança de comportamento da criança.

“Meu filho não brinca, meu filho come os dedos, está com os dedos no vivo, não faz mais nada, ele era uma criança que brincava o dia inteiro, ele tá muito revoltado”.

Contou a mãe.

Agora, a família da criança deseja justiça. “Ele destruiu a minha vida, ele acabou com a minha vida, eu não tenho mais vida, não aguento mais, eu só quero que ele pague o que ele fez, eu vi ele fazendo, isso tá me doendo demais”, desabafou a mãe do menino.

Após o flagrante, outras famílias notaram que o homem tinha tido atitudes questionáveis com as crianças, mas afirmaram que não denunciaram pois o suspeito parecia ser um bom homem. “Ele tratava as crianças com muito carinho, a gente via de longe e achava que era carinho”, relatou uma moradora da região.

O Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria), da Polícia Civil, informou que já falou com algumas testemunhas e que segue investigando o caso.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.