Segurança

‘Botou igual a um bicho na mala’ diz vizinha ao reconhecer PM que matou criança

A vizinha que socorreu o menino Ryan Andrew, de nove anos, morto em março em uma operação policial, participou da reconstituição do caso e reconheceu o PM responsável pelo disparo

Caroline
Caroline Maltaca / Estagiária com informações do G1 e supervisão de Caroline Signori
‘Botou igual a um bicho na mala’ diz vizinha ao reconhecer PM que matou criança
'Botou igual a um bicho na mala' diz vizinha ao reconhecer PM que matou criança (Foto: Reprodução/PM)

23 de julho de 2021 - 19:44 - Atualizado em 23 de julho de 2021 - 19:44

Após a reconstituição do caso do menino Ryan Andrew, de 9 anos, atingido no pulmão em março, enquanto brincava com amigos em uma ação policial, no Vale das Pedrinhas, em Salvador, a vizinha que o socorreu disse em entrevista ao G1 que o policial responsável pelo disparo colocou Ryan baleado no porta-malas da viatura “igual a um bicho na mala”.

“Você disse que não ia sujar sua farda, não. Foi você. Eu e você, cara a cara no HGE [Hospital Geral do Estado]. Foi você. O autor do crime do menino, dessa criança que perdeu a vida aqui, foi você. Eu nem tenho palavras para falar com você. Eu sou mulher e dá vontade de tirar até seu colete”,

apontou ela.

Visivelmente emocionada, a mulher reconheceu o militar após participar da reconstituição do caso na noite desta quinta-feira (22).

“Foi você, eu afirmo diante de qualquer um, até de Deus que descer aqui. Foi você quem botou o menino igual a um bicho na mala. E eu não vim para ficar calada não, eu vim para expor o que a gente está sentindo há seis meses, a dor da perda do menino”,

disse a vizinha que não foi identificada.