Segurança

Bebê de 10 meses morre de possível fome e desnutrição em Curitiba; pai está preso

Menina provavelmente ficou mais de 24 horas sem comer. Última refeição que os pais deram a ela foi às 17h de quinta-feira.

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações da repórter Daniela Servieri

Uma bebê de 10 meses foi encontrada morta dentro de casa, no bairro CIC, em Curitiba, na noite desta sexta-feira (19). A polícia investiga a possibilidade de morte por desnutrição, já que a criança, uma menina, estaria há mais de 24 horas sem comer nada. O pai foi preso pelo crime de omissão dos deveres de cuidado. A mãe foi ouvida e liberada.

A repórter da RIC Record TV, Daniela Servieri, esteve no local, a Rua Favo de Mel, Vila Barigui, na CIC. Conforme as apurações iniciais, a mãe disse aos policiais que a criança comeu a última vez na quinta-feira, às 17h e depois dormiu. Na manhã de sexta-feira, a mãe afirmou que acordou e viu que a criança tinha alguns gemidinhos. Porém foi trabalhar e deixou sob os cuidados do pai.

O pai alegou que acabou dormindo hoje a tarde e deixou mamadeira pronta em cima da mesa, para que a criança mais velha, de cinco anos, desse ao bebê. Mas não explicou direito se a criança comeu algo durante o dia, ou se a última refeição foi a mamadeira do dia anterior. A informação que a polícia tem, por enquanto, é de que a criança estaria há mais de 24 horas sem se alimentar.

Quando a mãe chegou de volta em casa, no início da noite, o bebê já estava morto, de provável fome e desnutrição. O Samu foi chamado, analisou a criança já morta e decidiu chamar a polícia porque no corpo do bebê havia diversos hematomas. Não seriam exatamente marcas de agressão, mas talvez maus tratos.

Família

Na casa de cinco cômodos moram pai, mãe e três filhas, meninas de 10 meses, 2 anos e 5 anos. Na mais velha a polícia constatou um hematoma na cabeça, na região da têmpora, um roxo já mais antigo, que a menina disse que foi feito pelo pai.

O pai é usuário de cocaína e foi, inclusive, abordado pela polícia há duas semanas. No entanto, conforme vizinhos, ele estava há alguns dias em abstinência de drogas e indo à igreja, na tentativa de largar o vício.

Pai e mãe foram levados à DHPP para serem ouvidos. O pai ficou preso e a mãe foi liberada.

Conselho Tutelar

As crianças ficaram a cargo de uma vizinha, até a chegada do Conselho Tutelar, que só foi acionado na manhã deste sábado (20). As duas irmãs de 5 e 2 anos foram levadas ao hosptial, já que possuem diversos hematomas no corpo, prováveis consequencias de violência. Depois do atendimento médico, o Conselho Tutelar informou que vai registrar boletim de ocorrência na polícia.

No fim da tarde, decidirão o que farão com as crianças, se irão para acolhimento em alguma instituição ou se vão encaminhar para familiares das crianças, que moram no Maranhão. O casal com as três crianças teriam chegado em Curitiba há pouco mais de um mês.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.