Segurança

Ex-BBB é denunciado por quatro crimes no Paraná

A denúncia foi oferecida e assinada pelo promotor Fábio Andrades Gameiro. Até a manhã desta terça-feira (27), não havia decisão da Justiça do Paraná sobre o caso

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações do R7
Ex-BBB é denunciado por quatro crimes no Paraná
(Foto: Reprodução)

27 de outubro de 2020 - 14:21 - Atualizado em 27 de outubro de 2020 - 15:05

O ex-participante do Big Brother Brasil (BBB) Diego Gasques, conhecido como Diego Alemão, foi alvo de uma denúncia do Ministério Público do Paraná nesta segunda-feira (26).

O ex-BBB foi acusado pelos crimes de embriaguez ao volante, lesão corporal, desacato e ameaça ao se envolver em um acidente de carro em Curitiba, no dia 18 de abril deste ano.

A denúncia foi oferecida e assinada pelo promotor Fábio Andrades Gameiro. Até a manhã desta terça-feira (27), não havia decisão da Justiça sobre o caso.

O advogado de defesa de Diego Alemão informou, em nota, que “um simples acidente de trânsito, sem prejuízos patrimoniais e sem vítimas, se transformou em uma cruzada acusatória” contra o seu cliente. No meio da investigação, três homens procuraram Diego cobrando a quantia de R$ 50 mil para que eles não divulgassem um vídeo do momento do acidente.

“Desde o início Diego buscou soluções pacíficas para o caso, mas, infelizmente, se deparou com pessoas mal intencionadas, que buscaram indevidas vantagens econômicas e publicidade com o caso”, continua a nota do advogado.

“A falta de coerência e imparcialidade da acusação, em evidente seletividade acusatória, é consequência da personalidade pública que o acusado representa. Assim que notificados oficialmente, rebateremos as infundadas acusações e provaremos a inocência de Diego Gasques”, finaliza o texto de Jeffrey Chiquini, advogado de Alemão.

Vencedor da sétima edição do Big Brother Brasil, Diego foi preso em abril, no momento do acidente, mas foi solto um dia depois após pagar fiança de R$ 7 mil. Em maio, ele também foi indiciado pela Polícia Civil pelos mesmos crimes.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.