Segurança

Adolescente é apreendido com a bandeira do Brasil destruída em Curitiba

Lucas
Lucas Sarzi
Adolescente é apreendido com a bandeira do Brasil destruída em Curitiba
Foto: Divulgação/PM.

3 de junho de 2020 - 18:39 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 14:40

Um adolescente foi apreendido nesta quarta-feira (3) com a bandeira do Brasil que foi arrancada da frente do Palácio Iguaçu e queimada durante o protesto que acabou em quebradeira na segunda-feira (1). O rapaz estava escondendo a bandeira em casa, em Curitiba.

Segundo a Polícia Militar (PM), a equipe da Rondas Ostensivas de Natureza Especial (Rone) recebeu uma informação anônima durante um patrulhamento. Uma pessoa disse aos policiais que sabia que o adolescente estaria envolvido na baderna que aconteceu no Centro Cívico.

Apurando a denúncia, os policiais foram até o endereço informado pela denúncia que receberam e de imediato foram recebidos pelo pai do adolescente. Sem hesitar, o pai do rapaz disse que o filho realmente estava na manifestação, mas demonstrou não saber mais detalhes.

Foto: Divulgação/PM.

Adolescente confessou que estava com a bandeira nacional destruída

Quando o rapaz foi entregue aos policiais, para que pudesse se explicar, ele mesmo acabou confessando que estaria com o que sobrou da bandeira do Brasil.

“Encontramos o que sobrou da bandeira dentro da residência, toda queimada, destruída. Ele disse que tentou impedir que as pessoas queimassem a bandeira, guardou e levou para a casa. Ainda assim, o encaminhamos para prestar esclarecimentos, principalmente do motivo de não ter entregue antes”.

Tenente Kenji, da Rone.

Apesar de ter dito isso aos policiais militares, pelas redes sociais o rapaz teria postado algumas referências sobre ser o “ladrão da bandeira“, o que pode ir contra o que ele disse para tentar se defender. O garoto, por ser menor de idade, foi levado à Delegacia do Adolescente. Segundo a PM, cabe agora à Polícia Civil decidir o que vai acontecer com ele.

Foto: Divulgação/PM.

Bandeira do Brasil foi hasteada novamente em frente ao Palácio Iguaçu

Por determinação do governador Carlos Massa Ratinho Junior, a bandeira do Brasil, queimada durante a baderna no Centro Cívico, foi recolocada em frente ao Palácio Iguaçu por volta das 16h30 desta terça-feira (2). As bandeiras foram deixadas a meio mastro em sinal de luto oficial pelo falecimento de três servidores do Estado, que atuavam na Casa Civil.

Atos e manifestações ordeiras e pacíficas receberão suporte operacional da nossa Polícia Militar. Porém, vandalismo é crime e caso de polícia. Aqueles que porventura pensam em se aproveitar da situação para promover baderna, serão punidos pela força policial”.

Ratinho Junior, governador do Paraná.

O espaço do Pavilhão Nacional, como é chamado o local em ficam os mastros com as bandeiras do Brasil e do Paraná, precisou ser higienizado por conta de pichações. Além disso, o mecanismo que conduz o hasteamento teve que ser consertado, já que havia sido danificado pelos vândalos.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.