Segurança

Após ser abusada sexualmente, criança liga para a polícia e pede socorro

A menina de 9 anos aproveitou o descuido dos abusadores para usar o telefone celular; o crime ocorreu em Cascavel, no oeste do Paraná

Caroline
Caroline Berticelli / Editora com reportagem de Roberta Cunha da RIC Record TV, Oeste
Após ser abusada sexualmente, criança liga para a polícia e pede socorro
Foto: Ilustrativa/Pixabay

16 de setembro de 2020 - 14:48 - Atualizado em 16 de setembro de 2020 - 14:48

Uma criança de 9 anos ligou para a polícia e pediu socorro após ter sido abusada sexualmente por dois homens na área rural de Cascavel, no oeste do Paraná, durante a tarde desta terça-feira (15). 

De acordo com a Polícia Militar, a menina estava na casa do noivo da mãe, que fica nas proximidades da residência onde ela vive com a genitora, e foi abusada pelo pai do homem e por um irmão cadeirante do padrasto

“Ali é a residência do noivo da mãe dela, mas o padrasto estava trabalhando na lavoura”, explicou Nathan Cruz, comandante da Patrulha Rural. 

Ainda conforme o comandante, a criança foi ameaçada, mas mesmo assim, aproveitou um momento de descuido dos suspeitos para ligar para a polícia. Durante a conversa, ela contou o que havia ocorrido e informou o local de trabalho de sua mãe. Com isso, os policiais militares foram até a empresa, informaram a situação para a mulher e todos seguiram juntos até a fazenda onde a vítima estava. 

“Acho que em uma situação de descuido, ela teve a oportunidade de pegar o celular, ligou para a polícia, relatou o fato de que teria sido abusada e queria o nosso apoio. […] A gente encontrou a criança, que veio correndo para a mãe, chorando e a gente viu que estavam dentro da residência, os supostos acusados”, completou Cruz. 

Segundo o relato da menina, os abusadores colocaram por várias vezes a mão dentro de sua calcinha e acariciaram seu órgão sexual

Todos foram conduzidos à delegacia para prestar esclarecimentos e os dois homens foram presos. Além disso, um revólver e três espingardas com o registros vencidos também foram encontrados na residência dos suspeitos. 

A vítima foi encaminhada para realizar o exame de corpo delito.