Segurança

10 anos após crime, homem é preso pela morte de Policial Federal no Paraná

O homem apontado como autor do crime foi preso pela PF, na cidade de Boa Vista da Aparecida, no Oeste do Estado

Aline
Aline Cristina / Repórter
10 anos após crime, homem é preso pela morte de Policial Federal no Paraná
(Foto: Divulgação / Polícia Federal)

28 de julho de 2021 - 11:39 - Atualizado em 29 de julho de 2021 - 15:00

Após 10 anos da morte do agente da Policial Federal Alder Oliveira de Lima, o homem apontado como autor do crime foi preso pela PF, na cidade de Boa Vista da Aparecida, no Oeste do Estado.

O homem foi preso em cumprimento de mandado de prisão pelo crime de homicídio qualificado. Ele estava foragido e foi localizado em uma área rural do município.

“Na última semana, policiais federais de Cascavel conseguiram localizar o foragido em uma propriedade rural na região de Boa Vista da Aparecida, após a confirmação de sua identidade, a prisão foi efetuada e o preso foi encaminhado ao cárcere da 15ª SDP em Cascavel, onde deve aguardar o translado para uma unidade prisional”,

explica o delegado Mário Leal, da PF de Guaíra.

Sobre o crime

Em 5 de junho de 2011, o autor do crime foi flagrado pela Polícia Federal na cidade de Assis Chateaubriand,  transportando mercadorias contrabandeadas. 

Durante o percurso dos veículos e presos para a Delegacia de Polícia Federal em Guaíra, o condenado, que conduzia seu caminhão em companhia de do agente, começou a dirigir com maior velocidade. Ele saiu do comboio de viaturas, e jogou o caminhão contra uma árvore às margens da BR-272. O impacto foi do lado em que o agente estava, os ferimentos foram graves e Alder morreu. 

“O agente Alder escoltava o preso em um caminhão até a delegacia de Polícia Federal, quando durante o trajeto, o motorista atirou o veículo propositalmente contra um barranco vindo a causar sua morte”,

completa o delegado.

Mesmo após o acidente, o homem conseguiu fugir e desde então estava sendo procurado pela justiça.

Ele foi condenado a 12 anos de reclusão pelo por homicídio qualificado, a ser cumprido em regime fechado. Uma multa também foi arbitrada.