Notícias

Secretário pede demissão de Ministério da Saúde por discordar sobre uso da cloroquina

De acordo com a Reuters, Antonio deixou a pasta nesta sexta-feira (22)

Renata
Renata Nicolli Nasrala / Editora com informações da Reuters
Secretário pede demissão de Ministério da Saúde por discordar sobre uso da cloroquina
Foto: REUTERS/Pilar Olivares

22 de maio de 2020 - 00:00 - Atualizado em 22 de maio de 2020 - 00:00

O secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos Antonio Carlos Campos de Carvalho pediu demissão do Ministério da Saúde por discordar do documento sobre o uso de cloroquina em casos leves de coronavírus.

De acordo com a Reuters, Antonio deixou a pasta nesta sexta-feira (22).

Secretário pede demissão do Ministério da Saúde; entenda

A princípio, Carvalho teria pedido demissão na segunda-feira (18), e em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo afirmou que a decisão foi precipitada, podendo trazer riscos à saúde dos pacientes.

“Não participei (da elaboração do documento) e nem participaria. No momento em que o ministro pede para sair e as coisas começam a se agravar, com interferência direta em decisões que não se baseavam em critérios científicos, não dava para continuar”, disse Carvalho ao jornal.

Secretaria da Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos

A secretaria da qual Carvalho era titular é responsável pelo acompanhamento de estudos e a avaliação da introdução de novos medicamentos no Sistema Único de Saúde.

O documento apresentado na terça-feira – primeiro como um novo protocolo, depois como “orientações” do ministério – foi apresentado em um modelo diferente do que costumam ser os protocolos e sem assinatura de médicos e secretários da pasta.

Na quinta-feira, depois da discussão sobre a falta de assinaturas no documento, o ministério divulgou uma nota em que dizia que as orientações vinham sendo discutidas pelo seu corpo técnico.

“Para deixar clara a participação e o envolvimento de todas as secretarias, os titulares das pastas assinaram o documento ainda na quarta-feira”, diz a nota.

O documento a seguir vem com os nomes, não assinaturas, dos secretários do ministério.

No caso da Secretaria de Ciência e Tecnologia, assina Vania Cristina Canuto Santos, como secretária substituta. Foi colocado no documento também o nome de Wanderson Kleber de Oliveira, secretário de Vigilância em Saúde, que está de férias.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.