Notícias

Se tudo tivesse que depender de mim, não seria este o regime que estaríamos vivendo, diz Bolsonaro

Reuters
Reuters

20 de fevereiro de 2021 - 12:45 - Atualizado em 20 de fevereiro de 2021 - 12:45

SÃO PAULO (Reuters) – O presidente Jair Bolsonaro voltou a reclamar neste sábado daqueles que acham que ele pode fazer tudo e disse que se assim fosse o regime que o Brasil vive seria outro, ao mesmo tempo em que defendeu a democracia e a liberdade existentes no país.

Bolsonaro, que frequentemente louva o período da ditadura militar, afirmou que representa a democracia no país e que juntamente com as Forças Armadas e outras instituições do governo trabalhará para que essa democracia funcione.

“Alguns acham que eu posso fazer tudo. Se tudo tivesse que depender de mim, não seria este o regime que nós estaríamos vivendo. E apesar de tudo, eu represento a democracia no Brasil”, disse o presidente durante cerimônia de escola militar em Campinas (SP).

“Nós vivemos num país livre, esta liberdade vale mais que a própria vida para cada um de nós. Tenho certeza, juntamente com as nossas Forças Armadas e demais instituições do governo, tudo faremos para cumprir a Constituição, para fazer com que a nossa democracia funcione e para que a nossa liberdade esteja acima de tudo”, acrescentou.

Apesar dos frequentes ataques que faz à imprensa, Bolsonaro disse ainda que a mídia jamais teve um tratamento “tão cortês”.

“Nunca a imprensa teve um tratamento tão leal e cortês como o meu. Se é que alguns acham que não é dessa maneira é porque não estão acostumados a ouvir a verdade”, disse.

Em janeiro, a apoiadores o presidente disse que a imprensa é o maior problema do país. Também no mês passado, em vídeo que circulou nas redes sociais, Bolsonaro atacou a imprensa com palavrões, em evento fechado, ao comentar o noticiário sobre a compra pelo governo de leite condensado.

“E quando eu vejo a imprensa me atacar, dizendo que eu comprei 2 milhões e meio de latas de leite condensado…”, disse Bolsonaro, antes de completar com um palavrão, que arrancou aplausos dos presentes. “Imprensa de m… essa daí, é para enfiar no rabo de vocês aí essa lata de leite condensado”.

Em dezembro, em discurso para PMs no Rio de Janeiro, Bolsonaro disse, sem apresentar provas ou entrar em detalhes, que “essa imprensa jamais estará do lado da verdade, da honra e da lei”.

(Por Alexandre Caverni)

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.