Saúde

Serviço de suporte emocional da Prefeitura de Curitiba começa a atender aos finais de semana

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações da Prefeitura de Curitiba
Serviço de suporte emocional da Prefeitura de Curitiba começa a atender aos finais de semana
Foto: Pixabay

24 de junho de 2020 - 10:44 - Atualizado em 24 de junho de 2020 - 10:47

A partir do próximo fim de semana, a equipe de psicólogos das secretarias da Saúde e de Administração e de Gestão de Pessoal que já proporciona o acolhimento emocional por telefone de segunda a sexta-feira, passará a atender também aos sábados e domingos. O atendimento já vinha sendo feito nos feriados. O horário será o mesmo para todos os dias da semana, das 8h às 18h. (Veja os telefones abaixo)

O que é o telePaz 

O TelePaz é um serviço gratuito criado pela Prefeitura de Curitiba logo depois que a cidade foi declarada em situação de emergência devido à pandemia pelo novo coronavírus, em março.

De acordo com a administração municipal, o objetivo do programa é dar o suporte emocional emergencial a servidores e à população em geral, neste momento de incertezas trazidas pela doença.

Qualquer um que não se sinta bem e precise conversar pode entrar em contato. As manifestações variam de pessoa para pessoa. São sinais de ansiedade, dificuldade para adaptar-se ao isolamento social, medo de contaminar ou ser contaminado, mudanças da rotina que causam alterações físicas, tristeza e dor, no caso daqueles que têm que lidar com o luto por causa do falecimento de alguém próximo devido à doença.   

Sem pressa

Não há limite de tempo para cada atendimento. Levantamento feito pelo Departamento de Saúde Ocupacional, que coordena o serviço, mostra que as conversas duram, em média, de 20 a 25 minutos.

“Já tivemos diversas situações em que as pessoas ficaram mais tempo em atendimento. Nós não apressamos quem nos liga. Nosso objetivo é acolher, acalmar e, quando percebemos a necessidade, o profissional pode fazer novo contato para verificar se a pessoa que ligou está estabilizada”, explica a psicóloga da gerência de psicologia e serviço social e coordenadora do serviço, Margareth Cristina Bolino.

Profissional da área de saúde ocupacional há 15 anos, Margareth explica que não se trata de uma intervenção terapêutica, mas de uma escuta ativa e especializada. Por isso, ela ressalta a importância da qualificação da equipe formada por 12 psicólogos com experiência clínica.

Quando o profissional percebe que a pessoa necessita de atendimento adicional, ele pode encaminhá-la para o serviço disponível na rede municipal, respeitadas as limitações impostas pela pandemia.

Serviço:

TelePaz – Acolhimento emocional

Para os servidores: 3350.8200

Para a população em geral: 3350.8500

Atendimento de segunda-feira a domingo, das 8h às 18h

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.