Saúde

Sintomas de depressão: leve, moderada e profunda

Conheça os principais sintomas de depressão, da leve a profunda. Entenda o que é, quais são as causas, tratamento e como isso pode desencadear a crise de ansiedade.

Carolinne
Carolinne Moraes com colaboração de Larissa Ilaídes, especial e exclusivo para o RIC Mais
Sintomas de depressão: leve, moderada e profunda
A depressão afeta cerca de 6% da população brasileira.

7 de fevereiro de 2020 - 00:00 - Atualizado em 29 de agosto de 2020 - 23:13

Muitas pessoas acreditam que os sintomas de depressão se limitam à tristeza, ao desânimo e à falta da energia. De fato, essas sensações podem aparecer, mas há muito mais por trás do que é e quais são as causas desse transtorno que atinge milhões de pessoas no mundo todo.

A evolução da depressão, muitas vezes, acontece por conta da falta de conhecimento das pessoas mais próximas, por isso, entender os sintomas e suas consequências pode ser importante na hora de apoiar e buscar o tratamento mais adequadoalém de evitar a ocorrência de outras patologias como a crise de ansiedade

O que é depressão?

A depressão é uma doença psiquiátrica crônica e grave que tem como principal característica uma tristeza intensa e de longa duração. Mas, não se engane, os sintomas de depressão afetam muito mais do que o humor, e não têm nada a ver com os episódios de tristeza que podem surgir no dia a dia ou com algumas situações da vida, como término de um relacionamento ou perda de algum ente querido. O problema é quando isso se estende por semanas, ou até meses, e acaba por desencadear uma série de sintomas.

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 6% da população brasileira é afetada pela depressão. No Brasil, são mais de 12 milhões de pessoas que sofrem com mal do século XXI, e o número sobe a cada ano. O país está em primeiro lugar no ranking em toda a América Latina e em segundo entre as Américas, atrás apenas dos Estados Unidos. A estimativa é que mais de 300 milhões de pessoas são atingidas pela depressão ao redor do mundo.  

sintomas de depressão
A depressão é o mal do século XXI e a cada ano mais pessoas são atingidas.

Isso cria um alerta para que as pessoas passem a cuidar mais da sua saúde mental, mas também para que quem está próximo fique atento aos sintomas de depressão e os sinais que ela pode enviar.

A doença costuma se manifestar de maneira mais profunda no fim da 3ª década de vida, mas pode aparecer em qualquer idade e acomete até as crianças. Os sintomas de depressão, infelizmente, ainda são incompreendidos inclusive por quem sofre com o transtorno.

Quais são os sintomas de depressão?

A depressão incapacita pessoas no mundo inteiro. Uma tristeza que dura alguns dias em alguém é absolutamente normal, mas o problema surge quando os sintomas estão presentes por pelo menos duas semanas, ou seja, um longo período. Isso pode ser o gatilho para uma crise de ansiedade, ou mesmo meses deprimentes para a pessoa. As relações pessoais, o dia a dia no trabalho e os estudos comumente são fortemente impactados. 

A intensidade da depressão é classificada de três maneiras: leve, moderada e grave, ou profunda. Independente do grau da doença, os sintomas de depressão afetam a vida do indivíduo negativamente.

Os principais sintomas de depressão

Além do humor depressivo, de tristeza e da falta de vontade em realizar atividades rotineiras, até aquelas que antes eram prazerosas, a irritabilidade e o nervosismo também podem ser sintomas de depressão em um paciente. A agressividade pode existir e ser externalizada até contra entes queridos, amigos próximos e familiares, sem motivos aparentes.

Outros sintomas da depressão são a insônia e o excesso de sonolência. Também podem ocorrem alterações no apetite, como aumento ou perda, e redução do interesse sexual. Tudo depende da mudança causada na pessoa deprimida.

Durante uma crise depressiva parece impossível sentir prazer ou alegria, e a sensação de vazio é muito intensa. É como se o mundo fosse visto em preto e branco, sem qualquer pensamento positivo ou felicidade.

Confira abaixo alguns dos possíveis e principais sintomas de depressão leve e moderada:

  • Tristeza ou humor deprimido
  • Desânimo persistente
  • Baixa autoestima
  • Sentimento de inutilidade e de culpa
  • Perda de interesse parcial ou total
  • Mudança de apetite, acompanhada por perda ou ganho de peso
  • Insônia
  • Sonolência ou vontade de dormir em excesso
  • Perda de energia
  • Ansiedade
  • Redução do interesse sexual
  • Falta de memória
  • Dores e sintomas físicos como mal estar, cansaço e taquicardia

Sintomas de depressão profunda

A depressão provoca uma mudança de pensamentos e sentimentos em qualquer estágio que se apresenta. No entanto, a depressão profunda, também chamada de grave ou clínica, gera todos os sintomas já mencionamos, mas em uma intensidade muito maior e preocupante.

Nesta fase mais crítica da doença, existe um grande questionamento de: vale a pena viver? Desta maneira, pensamentos de morte ou suicídio passam a ser comuns, e a pessoa realmente acredita que o mundo ficaria melhor sem a sua presença.

Fique atento: os sintomas da depressão profunda são os mais perigosos.

Por isso, os sintomas de depressão profunda são os mais sérios e perigosos. De acordo com pesquisas realizadas sobre o assunto, mais de 90% das pessoas que cometem suicídio possuem algum transtorno mental, que em grande parte dos casos inclui a depressão profunda.

Entre os sintomas da depressão grave, também considerado um sinal de atenção, está a dificuldade de manter o autocuidado, isto é, tomar banho, trocar de roupa e escovar os dentes.

Primeiros sintomas de depressão

A tristeza e falta de energia estão entre os primeiros sintomas de depressão. Alguém cheio de energia que passa mais do que uma ou duas semanas sem vontade para trabalhar ou para ter momentos de lazer, por exemplo, pode necessitar de atenção especial. Outro sintoma bastante comum é a insônia, ou começar a acordar muito mais cedo do que o normal. Da mesma forma, pode ocorrer o contrário, como dificuldades para levantar da cama ou sonolência em excesso.

A depressão em sua fase inicial também pode resultar em distúrbios alimentares leves, causando compulsão e anorexia a longo prazo. A mudança de comportamento e de relacionamento com a comida, portanto, é um dos sintomas de depressão que devemos estar atentos. 

sintomas-da-depressao-disturbios-alimentares
Os distúrbios alimentares podem causar compulsão e anorexia.

Outra consequência comum em pacientes que sofrem com a depressão é a constância e a repetição de movimentos, como mexer as mãos, estalar os dedos ou morder os lábios. Tudo isso deve ser analisado e servir como um alerta para aqueles que convivem com quem pode estar com a doença. 

Pessoas que apresentam estes sinais devem consultar um psicólogo e um psiquiatra para fazer o diagnóstico da depressão e avaliar a necessidade de intervenção medicamentosa.

Causas da depressão

A depressão pode ser causada por fatores genéticos, disfunção bioquímica cerebral ou eventos vitais e estressantes.

Em relação ao componente genético, estima-se que a chance de apresentar depressão neste caso é de 40%. Já o fator bioquímico ocorre por causa da deficiência de substâncias cerebrais conhecidas como neurotransmissores, responsáveis pela regulação da atividade motora, do humor, apetite e do sono.

Tratamento

A depressão em todas as suas fases tende a ser crônica e recorrente, por isso requer cuidados e tratamento. Diferente de outras doenças, a depressão não pode ser curada apenas com medicamentos, já que trata-se de uma combinação de fatores biológicos, psicológicos e sociais.

A doença exige um tratamento psiquiátrico e psicológico, ou seja, remédios antidepressivos e psicoterapia para tratar os sintomas de depressão. Para curar a depressão, o tratamento, na maioria das vezes, deve ser feito de um a três anos.

Vídeo: sintomas da depressão

Para entender mais a fundo os sintomas de depressão, selecionamos um vídeo bem explicativo do médico psiquiatra Marco Antonio Abud, fundador do canal Saúde da Mente. De acordo com ele, a depressão não tem nada a ver com tristeza, pois afeta vários aspectos da mente e do corpo, causando uma devastação nas relações, capacidade de estudo e de trabalho. Confira!

Reprodução: Saúde da Mente

Se você apresentar sintomas de depressão, não deixe de procurar ajuda, por mais difícil que isso possa parecer. Este conteúdo foi útil? Compartilhe com seus amigos e familiares!

Conteúdos relacionados: