Saúde

Entenda o que é a peste bubônica que ressurgiu na China

Conheça os sintomas, modo de transmissão, história e um pouco mais sobre a doença no Brasil

Fernanda
Fernanda Xavier
Entenda o que é a peste bubônica que ressurgiu na China
Bactéria Yersinia pestis (Foto: Rocky Mountain Laboratories, NIAID, NIH)

6 de julho de 2020 - 12:44 - Atualizado em 10 de agosto de 2020 - 21:36

Nos últimos dias a China aumentou suas medidas de segurança sanitária depois que foi confirmado um caso de peste bubônica na Mongólia. Analisando historicamente, foi no século VI ocorreu a primeira grande pandemia por causa dessa doença, que é causada por uma bactéria. Entenda o que é e o que foi a peste bubônica!

Pulga na pele humana (Foto: ByControl)

Peste bubônica história

A peste bubônica é uma das três formas que a peste pode se manifestar. Essa doença que é causada por uma bactéria, chamada Yersinia pestis, ficou popularmente conhecida como peste negra, febre do rato ou doença do rato. Saiba mais sobre

A primeira grande pandemia envolvendo a peste bubônica aconteceu em Praga de Justiniano no século VI. Acredita-se que 50 milhões de pessoas faleceram por causa da doença.

No século XIV a peste negra tomou conta da Europa, África e Ásia e a peste bubônica pode ter sido a causadora. As mortes chegaram a corresponder de 25% a 60% a população da Europa. Vale ressaltar que a peste negra, foi um dos maiores surtos epidêmicos que já aconteceram na história.

Essa doença é transmitida por pulgas e animais de pequeno porte e se não for diagnosticada precocemente e o tratamento não for feito rapidamente, a peste bubônica pode evoluir para as outras formas da peste: pneumônica e septicêmica.

Como ocorre a transmissão da doença

A peste bubônica é transmitida para os humanos pela mordida de pulgas que estão infectadas.

Sintomas de peste bubônica

Confira quais são os sintomas dessa doença:

  • Febre alta;
  • Calafrios;
  • Dor de cabeça intensa;
  • Dores generalizadas;
  • Falta de apetite;
  • Náuseas;
  • Vômitos;
  • Confusão mental;
  • Olhos avermelhados;
  • Pulso rápido e irregular;
  • Pressão arterial baixa;
  • Prostração e mal-estar geral;
  • Após 2 ou 3 dias, aparece tumefação nos linfonodos superficiais.

Qual é o tratamento

A peste bubônica deve ser tratada com antibióticos. Porém, não deve aguardar os exames e resultados para iniciar o tratamento, por causa da gravidade e rapidez da instalação do quadro clínico.

Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, o ideal é que se institua a terapêutica específica nas primeiras 15 horas após o início dos sintomas, para evitar possíveis complicações e até mesmo morte.

Como prevenir

Para a prevenção da doença, o Ministério da Saúde informa duas medidas que devem ser tomadas:

  • Evitar o contato com roedores silvestres e suas pulgas;
  • Evitar ter contato com animais sinantrópicos, que se adaptaram a viver junto ao homem, pois eles podem estar infestados por pulgas infectadas.

A peste no Brasil

A forma bubônica da peste é a mais comum no Brasil mas, de acordo com dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) divulgados pelo Ministério da Saúde, o último caso de peste bubônica registrado no país, foi no ano de 2005.

O último caso que foi registrado no Brasil, ocorreu no estado do Ceará, no município de Pedra Branca.

Ficou com mais dúvidas sobre a peste bubônica, envie para a gente! 👇🦠

Leia assuntos relacionados com esse conteúdo no RIC Mais: