Saúde

O que é Ebola | Sintomas, transmissão, tratamento e prevenção da doença

Saiba quais são os sintomas, transmissão, tratamento e prevenção da doença que está em surto no Congo

Fernanda
Fernanda Xavier
O que é Ebola | Sintomas, transmissão, tratamento e prevenção da doença
O que é Ebola | Sintomas, transmissão e tratamento da doença (Foto: Conass)

14 de julho de 2020 - 16:53 - Atualizado em 14 de julho de 2020 - 17:28

O Ebola é uma doença causada pelo vírus Ebola (DVE), é grave e pode ser fatal. Por isso, confira quais são os sintomas, formas de transmissão, tratamento e medidas de prevenção da doença!

ebola-sintomas
Entenda o que é o Ebola (Foto: Setor Saúde)

O que é Ebola

O Ebola é uma doença grave e que pode levar a morte, de acordo com o Ministério da Saúde, a taxa de letalidade pode chegar em 90%. Essa doença é causada pelo vírus Ebola (DVE) e é uma zoonose, ou seja, é transmitida entre humanos e animais.

A doença afeta os seres humanos e os primatas não-humanos:

  • Macacos
  • Gorilas
  • Chimpanzés

Na África, onde ocorreram e ocorrem surtos, acredita-se que as pessoas se contaminaram tendo contato ou manuseando carne crua de animais mortos ou encontrados doentes.

Isso ocorre, pois depois que uma pessoa entra em contato com um animal contaminado ela pode espalhar esse vírus para outras pessoas. E é assim, que acaba ocorrendo os casos de surtos.

Transmissão do Ebola

O Ebola pode ser transmitido de duas formas:

  • Pelo contato com sangue, tecidos ou fluidos corporais de animais e humanos infectados (incluindo cadáveres);
  • Contato com superfícies e objetos contaminados;
  • Fluidos corporais ou secreções como fezes, urina, saliva, leite materno e sêmen de pessoas infectadas.

O Ministério da Saúde ressalta que a transmissão não acontece pelo ar e só ocorre quando a pessoa infectada começa a apresentar sintomas.

Sintomas do Ebola

A infecção pelo vírus Ebola pode causar alguns sintomas nos infectados, como:

  • Febre
  • Cefaleia
  • Fraqueza
  • Diarreia
  • Vômitos
  • Dor abdominal
  • Inapetência
  • Odinofagia
  • Manifestações hemorrágicas

Tratamento do Ebola

De acordo com o Ministério da Saúde, ainda não há um tratamento licenciado comprovado para neutralizar o vírus. Porém, existem produtos sanguíneos, terapias imunológicas e medicamentosas que estão em desenvolvimento.

Do modo geral, o tratamento deve iniciar imediatamente, para aumentar as chances de vida, e serve para amenizar os sintomas e fazer com que o paciente permaneça estável.

Vale ressaltar que se a pessoa for curada, ela fica imune ao vírus do Ebola.

Medidas de prevenção

Várias vacinas estão sendo testadas, porém nenhuma está disponível para uso clínico. Assim, algumas medidas de prevenção, de acordo com o Ministério da Saúde, são:

  • Evitar áreas de surto
  • Lavar as mãos com frequência
  • Evitar o contato com pessoas infectadas pelo vírus
  • Não manusear corpos de pessoas infectadas

Ebola no Brasil

A doença nunca teve registro de casos no Brasil. Porém, em 2019 a Organização Mundial da Saúde declarou Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional (ESPII) por Ebola na República Democrática do Congo, local onde atualmente está com surto da doença.

Tirou suas dúvidas sobre o Ebola? Compartilhe com seus amigos e familiares para que eles também fiquem informados!