Notícias

Hospital confirma primeira morte por dengue hemorrágica em Maringá

Em Rolândia a morte de um adolescente de 16 anos também é investigada

Caroline
Caroline Berticelli / Editora com reportagem de Fábio Guillen da RIC Record TV, Maringá
Hospital confirma primeira morte por dengue hemorrágica em Maringá
Larvas do mosquito Aedes Aegypti. (Foto: Arquivo/Agência Brasil)

23 de janeiro de 2020 - 00:00 - Atualizado em 1 de julho de 2020 - 16:14

O Hospital Universitário Regional de Maringá, no noroeste do Paraná, confirmou a morte de Aparecida de Fátima Bugada, de 58 anos, por dengue hemorrágica.

De acordo com a instituição de saúde, a mulher foi internada na última sexta-feira (17) e morreu nesta terça-feira (21). 

A Secretaria de Saúde da cidade afirmou que já tem conhecimento do caso, mas espera resultados de exames para se manifestar.

A situação é preocupante em Maringá, ao todo já são 186 casos confirmados da doença, 100 deles foram registrados somente na última semana. 

Rolândia

Em Rolândia, no norte do estado, a morte de um adolescente de 16 anos é investigada pela secretaria de saúde do município. A família acredita que ele também tenha sido vítima da dengue hemorrágica

morte-dengue-hemorragica-rolandia

A causa da morte do adolescente em Rolândia é investigada. (Foto: Reprodução/RIC Record TV)

Robert Andrade Soares passou mal pela primeira vez na sexta-feira (17) e foi levado para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Lá, ele foi liberado após ser medicamento com soro. Nesta terça-feira (22), o jovem apresentou uma piora no quadro de saúde e não resistiu. “Não tinha sinal nenhum, ele tava bom, só tinha umas dores de cabeça. Mas aí começou jorrar sangue pela boca, nariz”, contou Renata de Araújo, amiga da vítima.   

A secretaria aguarda o laudo do Instituto Médico Legal (IML) para confirmar a causa da morte.